Busca avançada
Ano de início
Entree

A importância das interações mutualistas e antagônicas entre plantas e animais na regeneração de uma Floresta Pluvial Atlântica

Processo: 04/13230-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2005
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Mauro Galetti Rodrigues
Beneficiário:Marina Huete Fleury
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Assunto(s):Germinação   Animais herbívoros   Ecossistemas

Resumo

Os ecossistemas de ilhas são considerados os mais sensíveis à perturbação estando muitos altamente ameaçados devido à ação antrópica. Não sendo exceção, a maioria das ilhas costeiras do Brasil sofreu fortes alterações na fauna e flora nativas. A Ilha Anchieta (Ubatuba, SP) é uma Área Protegida com um longo histórico de perturbação, tendo sido amplamente desmatada no passado e sofrido a introdução de animais, algumas atualmente superpopulosas. Estudos comprovaram que a fauna possui um papel chave na composição da comunidade de plantas, favorecendo algumas espécies ou prejudicando outras. Sendo assim, a perda ou alterações dos processos de interações mutualistas e antagônicas entre animais e plantas afetam a estrutura e composição de espécies. Este estudo visa analisar os fatores que possam estar limitando a regeneração natural da Ilha Anchieta, avaliando a contribuição das interações bióticas e abióticas no processo de restauração. Através de experimentos de chuva de sementes, de predação e de herbivoria podemos detectar os possíveis "gargalos" para a regeneração natural da Ilha Anchieta, estabelecendo práticas de manejo possam favorecer a atividade de animais mutualistas e inibir a de antagônicos, acelerando o processo de regeneração natural. Considerar simultaneamente todos os obstáculos possíveis no processo de regeneração natural nos auxiliará a traçar práticas efetivas e viáveis economicamente de restauração e recuperação de áreas degradadas. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.