Busca avançada
Ano de início
Entree

Aproveitamento do nitrogênio da fertilização nitrogenada pela cana-planta na implantação do sistema sem queima

Processo: 04/13793-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2005
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Paulo Cesar Ocheuze Trivelin
Beneficiário:Henrique Coutinho Junqueira Franco
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:02/10534-8 - Rendimento da cana-de-açúcar em ciclos consecutivos associado ao efeito residual e as transformações de N e S no solo, em sistema conservacionista, AP.TEM
Assunto(s):Manejo do solo   Adubação   Técnicas isotópicas   Isótopos de nitrogênio   Ureia   Cana-de-açúcar

Resumo

O projeto tem por objetivos: avaliar o aproveitamento do nitrogênio (N) e a produtividade da cultura de cana-de-açúcar (cana-planta) em relação à adubação nitrogenada de plantio; avaliar as transformações de N da uréia no sistema solo- cana-de-açúcar pelo método do traçador 15N; determinar indiretamente, pelo balanço de N e de 15N, as perdas de N pela folhagem da cultura. Nesse sentido, serão instalados dois experimentos em condições de campo com a cultura da cana-de-açúcar, em solos de textura média e/ou arenosa. O delineamento experimental será o de blocos ao acaso, com quatro repetições. As doses de nitrogênio utilizadas serão 0, 40, 80 e 120 kg ha-1 de N, aplicadas no sulco de plantio na forma de uréia. Serão instaladas micro-parcelas com a aplicação de uréia-15N. Serão avaliados durante o desenvolvimento da cultura: o acúmulo de fitomassa na parte aérea; o N na fitomassa derivado do fertilizante (%NPPF) pelo método isotópico (15N). A colheita da cana-planta será realizada após 18 meses do plantio, avaliando-se a produção de colmos ha-1, atributos tecnológicos, fitomassa da parte aérea e utilização do N-uréia (15N). Será feita a estimativa do efeito residual do N-uréia no solo e no sistema radicular da cultura, com a técnica da tradagem. Nas amostras de planta: partes da parte aérea e de rizoma e raiz serão feitas determinações de N (g kg-1) e de abundância de 15N (% de átomos), determinando-se assim, o acúmulo de N-total e 15N-uréia na parte aérea e sistema radicular da cana-de-açúcar. (AU)