Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso sustentável da biodiversidade brasileira: prospecção químico-farmacológica em plantas superiores: Alchornea (Euphorbiaceae) e Indigofera (Fabaceae)

Processo: 04/03101-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de setembro de 2004
Vigência (Término): 30 de novembro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Wagner Vilegas
Beneficiário:Tamara Regina Calvo
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:02/05503-6 - Uso sustentável da biodiversidade brasileira: prospecção químico-farmacológica em plantas superiores, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Fitoquímica   Etnofarmacologia   Indigofera

Resumo

A aparente incompatibilidade entre os estudos químicos e farmacológicos de uma planta pode ser resolvida com a firme disposição em se abordar racionalmente o problema. Nosso grupo já produziu significativos resultados em plantas com atividade antiúlceras gástricas, anti-oxidante, analgésica, anti-inflamatória e antimicrobiana. Os resultados originam-se da estratégia de pesquisa, partindo de informações etnobotânicas e etnofarmacológicas, segue com a realização de ensaios farmacológicos, microbiológicos e de mutagenicidade preliminares com extratos, realiza triagem fitoquímica em busca das classes de compostos presentes nos extratos, prossegue com o isolamento e identificação estrutural dos componentes neles presentes e utiliza os componentes ou frações enriquecidas para a determinação atos prováveis mecanismos de ação farmacológica envolvida com a atividade detectada. No projeto de Doutorado Direto pretende-se contribuir para o estudo integrado de plantas, dentro do Projeto Biota Fapesp, sendo proposto a análise de espécies de Alchornea (Euphorbiaceae) e Indigofera (Fabaceae), principalmente A. glandulosa, A. triplinervia, I. truxillensis e I. suffruticosa, as quais já demos início aos estudos como parte do Mestrado, tendo sido obtidos interessantes substâncias, como flavonoides, alcaloides e terpenos, os resultados preliminares dos ensaios biológicos também são bastante promissores. Além do estudo da composição químicas das espécies vegetais, forneceremos extratos e frações para avaliar as atividades citadas acima, bem como dados químicos que possibilitem uma eventual correlação entre as propriedades apresentadas e a composição química da espécie. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.