Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de um sistema de supervisão de temperatura para os setores produtivos de cerâmica vermelha

Processo: 05/50488-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE  
Vigência (Início): 01 de maio de 2005
Vigência (Término): 30 de setembro de 2008
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Jose Antonio Armani Paschoal
Beneficiário:Jose Antonio Armani Paschoal
Empresa:Flyever Indústria e Comércio de Equipamentos Eletrônicos Ltda. - EPP
Vinculado ao auxílio:04/14550-3 - Desenvolvimento de um sistema de supervisão de temperaturas para os setores produtivos da cerâmica vermelha, AP.PIPE
Assunto(s):Cerâmica vermelha   Construção civil   Tecnologia

Resumo

Na primeira fase estará sendo formatada, em parceria com a empresa Flyever, a melhor forma de preparação, instalação, análise e definição de parâmetros essenciais, para o desenvolvimento do equipamento eletrônico definitivo da segunda fase. O equipamento atual produzido com recursos da empresa será instalado em diversas regiões ceramistas do Brasil, de norte a sul, de leste a oeste, contemplando assim, o comportamento das matérias-primas existentes, encontradas e utilizadas pelos setores da cerâmica estrutural vermelha do país. Será feita a coleta de dados, por este equipamento, dos diversos processos de queimas utilizados culturalmente e regionalmente pelos ceramistas. Em paralelo, serão analisadas as características das argilas utilizadas, por meio da ATD (análise térmica diferencial), perda ao fogo e Difração de Raios X para se obter o grau de variabilidade dos aspectos físicos, químicos, mecânicos as fases cristalinas e amorfas, durante o processamento cerâmico presentes. Uma vez obtidos e compilados, estes resultados farão parte dos parâmetros de variação a serem fixados na formatação do equipamento eletrônico definitivo da Flyever para o controle de umidade dos setores produtivos, principalmente, secagem e queima. As pesquisas e análises servirão também para definir o posicionamento do equipamento eletrônico definitivo da segunda fase, para que possa ser eficaz e eficiente na detecção, armazenagem e transmissão dos resultados esperados, com extremo grau de precisão. O equipamento a ser formatado estará contemplando todos os dados de controle de temperatura dos setores produtivos, inclusive ambiente, que comumente interfere quando não considerados. Da mesma forma, serão analisadas a redução de desperdícios e a rastreabilidade dos processos a distância, via cabo ou radiofreqüência, podendo ser utilizado em qualquer indústria cerâmica, independentemente das dificuldades de acesso e das diferenças de processos produtivos. (AU)