Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação das características homeostáticas e circadianas no déficit de memória de ratos privados de sono

Processo: 05/52045-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2005
Vigência (Término): 30 de junho de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Débora Cristina Hipólide
Beneficiário:Sérgio Arthuro Mota Rolim
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:98/14303-3 - Center for Sleep Studies, AP.CEPID
Assunto(s):Condicionamento clássico   Memória animal   Privação de sono   Regulação homeostática

Resumo

Vários estudos indicam que a perda total ou parcial de sono afeta o desempenho psicomotor, bem como o processamento da atenção e da memória, em humanos e outros animais. Os mecanismos fisiológicos que regem os processos reguladores do sono, bem como as funções cognitivas relacionadas ao mesmo, como a memória, se baseiam no modelo dos dois processos: um homeostático (S) e um circadiano (C). O processo S é caracterizado pela tendência para dormir, que está em aumento constante com o passar do tempo durante a vigília, e que cai exponencialmente quando o indivíduo inicia seu sono, para então voltar a aumentar quando o mesmo acorda. O processo C representa a oscilação diária da propensão para iniciar o sono ou manter a vigília: nos animais diurnos, o sono tem mais facilidade para iniciar a noite, e a vigília para se manter durante o dia. O presente projeto irá testar a hipótese da influência da regulação circadiana e homeostática do sono na relação entre o déficit de memória e a privação de sono REM. Para isso, utilizaremos animais privados de sono REM pelo método de Plataforma Múltipla Modificada, sendo o déficit de memória avaliado através de modelos como a esquiva passiva, condicionamento clássico ao contexto e ao som. Estas tarefas serão realizadas em diferentes intervalos após a privação e em diferentes momentos circadianos, para avaliação dos componentes homeostáticos e circadianos na memória. (AU)