Busca avançada
Ano de início
Entree

Diversidade funcional do componente arbustivo-arbóreo em áreas de cerrado no Parque Nacional das Emas (GO) com diferentes regimes de fogo

Processo: 04/15763-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2005
Vigência (Término): 27 de janeiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Marco Antônio Portugal Luttembarck Batalha
Beneficiário:Marcus Vinicius Cianciaruso
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Savana   Diversidade funcional   Fogo   Cerrado   Complementaridade

Resumo

Recentemente, alguns autores têm sugerido que o funcionamento das comunidades é dependente não do número de espécies por si só, mas dos caracteres funcionais das espécies presentes. Comunidades com uma maior diversidade de caracteres funcionais, isto é, com uma maior diversidade funcional, devem operar de modo mais eficiente. Podemos calcular a diversidade funcional (DF) diretamente dos caracteres das espécies. A DF mede a extensão da complementaridade entre os valores de características das espécies. A DF é uma combinação da diversidade definida pela riqueza de espécies, número de grupos funcionais, composição específica e identidade das espécies. O cerrado brasileiro pode ser definido como um complexo de fisionomias que vão do campo limpo ao cerradão, passando por fisionomias savânicas que representam ecótonos entre as duas fisionomias extremas. O fogo é um importante processo ecológico que afeta dramaticamente a estrutura, composição e a ciclagem de nutrientes nas comunidades de cerrado. O objetivo deste projeto é estudar a ecologia de áreas de campo cerrado com diferentes históricos de fogo no Parque Nacional das Emas (GO), comparando-as no que diz respeito a diversidade funcional. Com isso, pretendemos procurar correlações com características da comunidade e do ambiente, testar hipóteses sobre o efeito do fogo na diversidade funcional e fazer previsões para as propriedades da comunidade com propósitos de manejo. (AU)