Busca avançada
Ano de início
Entree

Perfil da imunidade humoral para o vírus da febre amarela em duas populações assintomáticas da zona rural de região de Mata Atlântica do Estado de São Paulo, Brasil

Processo: 05/50569-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2006
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Edison Luiz Durigon
Beneficiário:Lilia Mara Mesquita Dutra
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Filogenia   Sequenciamento   Diversidade genética   Epidemiologia   Vírus da febre amarela

Resumo

O Vírus da Febre amarela pertence ao gênero Flavivírus família Flaviviridae transmitido por mosquito da família Culicidae à animais silvestres e ao homem, constituindo um ciclo selvagem e um urbano. A doença é infecciosa aguda não-contagiosa caracterizada por sintomas ictero-hemorrágicos. Estudos epidemiológicos da Febre amarela silvestre evidenciam que 90% dosa casos da doença apresentam-se com formas clínicas benigmas que evoluem para a cura, enquanto 10% desenvolvem quadros dramáticos com mortalidade em torno de 50%. O problema mostra-se mais grave na áfrica onde ainda há casos de febre amarela urbana. Nas Américas, os países que mais diagnosticam a doença foram Peru (51,5%), a Bolívia (20,1%) e o Brasil (18,7%). A doença animal não pode ser erradicada, entretanto, a doença humana é prevenível mediante a vacinação com a amostra 17D do vírus amarílico. Os métodos de diagnósticos incluem a sorologia, isolamento viral, imunohistoquímica e RT-PCR. O objetivo deste trabalho é verificar a presença de anticorpos contra o vírus da FA, através da técnica de ELISA na população humana, e NEUTRALIZAÇÃO na população de animais silvestres; verificar ainda a presença do vírus da FA, através da técnica de RT-PCR, nos vetores suscetíveis (animais silvestres e mosquitos) no estado de São Paulo, no período de quatro anos; e por fim, determinar as variantes geográficas do vírus da FA circulantes no estado de São Paulo no período de 4 anos. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
DUTRA, Lilia Mara Mesquita. Perfil da imunidade humoral para o vírus da febre amarela em duas populações assintomáticas da zona rural de região de Mata Atlântica do estado de São Paulo, Brasil.. 2009. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.