Busca avançada
Ano de início
Entree


Novos parâmetros para o clareamento dental: avaliação da eficácia, citotoxicidade e efeitos moleculares

Texto completo
Autor(es):
Diana Gabriela de Sousa Soares
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho " Faculdade de Odontotologia de Araraquara
Data de defesa:
Membros da banca:
Ana Claudia Pavarina; Renata Garcia Fonseca; André Luis Fraga Briso; Adriano Fonseca de Lima
Orientador: Carlos Alberto de Souza Costa
Resumo

Nesta pesquisa, foram analisadas a eficácia clareadora, citotoxicidade e características fenotípicas de células pulpares expostas a protocolos de clareamento de consultório experimentais. No primeiro estudo, discos de esmalte/dentina foram submetidos a 6 sessões clareadoras, caracterizadas por 1 ou 3 aplicações de peróxido de hidrogênio (H2O2) a 35% ou 17,5%, por 5 ou 15 min, ou de peróxido de carbamida (PC) a 37%, por 10 ou 20 min. A alteração de cor (E) e quantificação da difusão de H2O2 (violeta leuco-cristal/peroxidase) foram avaliadas. Todos os protocolos testados promoveram alteração significativa de cor associados a redução na difusão de H2O2; no entanto, o gel com PC apresentou os piores resultados (Traço de Pilai; Bonferroni/p<0,05). Apenas os protocolos 35% H2O2/ 1x 15 e 3x 5 min, 17,5% H2O2/ 3x 15 min e 37% PC/ 3x 20 min apresentaram valores de E similares ao protocolo tradicional (35%/ 3x 15 min) em até 6 sessões de clareamento (ANOVA; SNK e Tamhane/p>0.05). No segundo estudo, foi avaliada a citotoxicidade trans-amelodentinária causada pela aplicação de protocolos experimentais usando 35% H2O2/ 1x 15 e 1x 5 min e 17,5% H2O2/ 3x 15, 1x 15 e 1x 5 min. O protocolo 35% H2O2/ 3x 15 min foi empregado como controle positivo. Os discos de esmalte/dentina foram adaptados em dispositivos trans-well, os quais foram posicionados sobre células odontoblastóides (MDPC-23) e cultura primária de células pulpares humanas (HDPCs) previamente semeadas. A viabilidade (MTT) e morfologia celular (MEV) foram avaliadas imediatamente e 72 h pós-clareamento, bem como o estresse oxidativo e lesão à membrana celular (microscopia de fluorescência). Todos os protocolos experimentais avaliados reduziram significativamente o dano celular quando comparados ao controle positivo (Kruskal-Wallis; Mann-Whitney/p<0,05). Esta redução foi tempo/concentração dependente. As células expostas aos protocolos com o gel contendo 17,5% de... (AU)

Processo FAPESP: 11/09385-7 - Novos parâmetros para o clareamento dental: avaliação da eficácia, citotoxicidade e efeitos moleculares
Beneficiário:Diana Gabriela Soares dos Passos
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado