Busca avançada
Ano de início
Entree


Esporos de Bacillus subtilis como adjuvante vacinal.

Texto completo
Autor(es):
Renata Damasio de Souza
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas
Data de defesa:
Membros da banca:
Luis Carlos de Souza Ferreira; Paulo Lee Ho; Nilton Erbet Lincopan Huenuman; Daniela Santoro Rosa; Marco Antonio Stephano
Orientador: Luis Carlos de Souza Ferreira
Resumo

Esporos de Bacillus subtilis apresentam propriedades adjuvantes, sendo capazes de aumentar a resposta humoral após a sua coadministração com antígenos misturados ou adsorvidos à sua superfície. Mas, para isso, é necessária a produção de esporos altamente purificados e com rendimentos elevados. Neste trabalho, realizamos com sucesso uma análise quantitativa das condições de esporulação e dos métodos de purificação, o que melhorou a reprodutibilidade do processo e a obtenção de amostras com elevado grau de pureza e rendimento. Avaliamos também as propriedades imunomodulatórias destes esporos, utilizando como antígeno modelo a proteína recombinante Gag-p24 do HIV-1. A coadministração, mas não a adsorção à superfície do esporo, aumentou a imunogenicidade do antígeno sem induzir efeitos deletérios após a administração parenteral em camundongos BALB/c e C57BL/6. Além de promoveram a ativação das APCs, os esporos interagem com receptores relacionados à imunidade inata, devido à ausência do efeito adjuvante em camundongos nocautes para TLR2. Esses resultados abrem perspectivas interessantes para a utilização de esporos como adjuvantes vacinais. (AU)

Processo FAPESP: 10/50509-9 - Esporos de Bacillus subtilis como adjuvante vacinal
Beneficiário:Renata Damásio de Souza
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado Direto