Busca avançada
Ano de início
Entree


Caracterização Microestrutural e Crescimento Subcrítico de Trincas em Cerâmicas Odontológicas

Texto completo
Autor(es):
Nathália de Carvalho Ramos
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" Instituto de Ciência e Tecnologia.
Data de defesa:
Membros da banca:
Marco Antônio Bottino; Guilherme de Siqueira Ferreira Anzaloni Saavedra; João Paulo Barros Machado
Orientador: Renata Marques de Melo Marinho
Resumo

O objetivo do trabalho foi caracterizar a microestrutura de quatro cerâmicas odontológicas CAD/CAM e avaliar a susceptibilidade à corrosão sob tensão. MEV-FEG e análise química com EDS foram realizados para a caracterização microestrutural. Para avaliar o padrão de cristalização das cerâmicas foi usado DRX e FT-IR. Módulo elástico, coeficiente de Poisson, densidade e tenacidade à fratura também foram mensurados. Os espécimes foram submetidos ao ensaio de flexão biaxial sob cinco taxas de tensão constante (0,006; 0,06; 0,6; 6 e 60 MPa/s), a fim de se determinar os parâmetros de crescimento subcrítico da trinca (CST) (n = coeficiente se susceptibilidade ao CST). Vinte e cinco espécimes foram ensaiados na maior taxa de tensão em óleo mineral para determinar a resistência inerte e realizar a análise de Weibull. Duzentos e quarenta discos cerâmicos (12 mm de diâmetro e 1,2 mm de espessura) foram feitos de quatro cerâmicas: cerâmica infiltrada por polímero - CIP (Vita Enamic, Vita Zahnfabrik, Bad Sackingen, Alemanha), cerâmica feldspática - FEL (Vita Mark II, Vita Zahnfabrik), cerâmica de dissilicato de lítio - DSL (IPS e.max CAD, Ivoclar Vivadent, Schaan, Liechtenstein) e cerâmica de silicato de lítio reforçada por zircônia - SLZ (Vita Suprinity, Vita Zahnfabrik). A CIP foi caracterizada como geopolímero reforçado com polímeros, apresentando uma fase orgânica e outra inorgânica, obteve n = 29,1 ± 7,7 e módulo de Weibull (m) de 8,96. A FEL apresentou n = 36,6 ± 6,8 e m = 8,02. O DSL mostrou uma estrutura com grãos afilados de dissilicato envoltos em uma matriz vítrea e obteve o menor valor de n (8,4 ± 0,8) e m = 6,19. O SLZ mostrou grãos semelhantes a bastonetes, n = 11,2 ± 1,4 e m = 9,98. FEL apresentou menor susceptibilidade à corrosão sob tensão, DSL e SLZ apresentaram maior susceptibilidade. A CIP apresentou menor módulo elástico e nenhum cristal em sua composição. SLZ mostrou a presença... (AU)

Processo FAPESP: 13/15541-7 - Caracterização Microestrutural e Crescimento Subcrítico de Trincas de Cerâmicas Odontológicas
Beneficiário:Nathália de Carvalho Ramos Ribeiro
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado