Busca avançada
Ano de início
Entree


Padrões de distribuição espacial e temporal em comunidades de ácaros em seringueira (Hevea SPP.) no Brasil

Texto completo
Autor(es):
Felipe Micali Nuvoloni
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas.
Data de defesa:
Membros da banca:
Rodrigo D. Daud; Gilberto J. de Moraes; Thiago G. Souza; Fernando R. Silva
Orientador: Reinaldo José Fazzio Feres
Resumo

A seringueira, Hevea brasiliensis (Muell. Arg. Euphorbiaceae) é a principal fonte de borracha natural do mundo, e tem como centro de origem e ocorrência natural a região Amazônica. Nos últimos anos o estudo da acarofauna associada à heveicultura tem ganhado destaque, principalmente devido aos danos e perdas econômicas ocasionados por Calacarus heveae Feres, e Tenuipalpus heveae Baker. Entretanto, a maioria dos resultados obtidos refletem particularidades locais, não havendo análise de dados em grande escala e em conjunto. Dessa forma, realizamos a integração dos dados de literatura com incursões a campo visando preencher lacunas no conhecimento da acarofauna associada a seringueiras no Brasil. Nossos resultados enfatizam a elevada diversidade de espécies (250) registradas em seringueiras, sendo C. heveae, T. heveae, e Phyllocoptruta seringueirae Feres, as mais abundantes. Estas espécies tiveram seus picos populacionais compreendidos entre os meses de fevereiro e maio. As seringueiras nativas da Amazônia podem abrigam uma enorme diversidade de ácaros Phytoseiidae, visto que sete novas espécies foram descritas a partir desta região. Além disso, baseando-se nos estudos de dinâmica temporal das comunidades, verificamos que independentemente da localização geográfica, as comunidades exibem um mesmo padrão de acumulação temporal de espécies, e a abordagem tradicional ("species-time-relationship", STR) não pode ser aplicada ao nosso sistema de estudo. Dessa forma, elaboramos uma nova abordagem baseada na taxa de turnover temporal, a partir do desmembramento dos componentes de Colonização e Extinção da métrica de turnover (Sorensen). Por fim, considerando-se a estruturação das comunidades no espaço, os processos baseados na dispersão das espécies, e o componente ambiental autocorrelacionado com o espaço, são os principais fatores determinando a montagem das comunidades em... (AU)

Processo FAPESP: 10/19935-1 - Influência da distribuição geográfica nos padrões estruturais da comunidade de ácaros em seringueira (hevea brasiliensis muell arg. euphorbiaceae) no brasil.
Beneficiário:Felipe Micali Nuvoloni
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado