Busca avançada
Ano de início
Entree


Estudo comparativo da complexação de monoterpenos em ciclodextrina : preparação, caracterização química, desenvolvimento tecnológico e avaliação biológica

Autor(es):
Gabriel Primini Feltran
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Biologia
Data de defesa:
Membros da banca:
Cristiane Yumi Koga Ito; Paulo César Pires Rosa
Orientador: Marcos José Salvador
Resumo

Os monoterpenos são uma importante classe de produtos naturais com odor e sabor intenso e que contém muitas moléculas que apresentam atividade biológica, incluindo a atividade antimicrobiana, e aplicações na indústria farmacêutica, cosmética e alimentícia. Entretanto, são substâncias lipofílicas, voláteis e apresentam certa instabilidade química. Ciclodextrinas (CDs) são carreadores macrocíclicos, capazes de complexar, aumentar a solubilidade em água e estabilizar um largo espectro de substâncias e que, atualmente, têm sido objeto de pesquisas e de desenvolvimento de novos produtos pela indústria farmacêutica. Neste trabalho procedeu-se um estudo comparativo da complexação de quatro monoterpenos (citral, β-mirceno, limoneno e 1,8-cineol) em βCD e HP-βCD, bem como a avaliação biológica desses compostos, complexados ou não. Após essas avaliações realizou-se o desenvolvimento de um enxaguante bucal contendo o monoterpeno mais promissor no combate ao biofilme dentário. Para a caracterização físico-química do complexo de inclusão monoterpeno-CD foram utilizadas técnicas espectroscópicas (UV-Vis), cromatográficas (CG-EM) e calorimétricas (DSC), avaliando a solubilidade dos complexos em água e porcentagem de inclusão dos monoterpenos em CD. Foi realizado um screening da atividade antimicrobiana dos quatro monoterpenos em estudo frente à quatro cepas de bactérias (Staphylococcus aureus ATCC 6538; Pseudomonas aeruginosa ATCC 27853; Escherichia coli ATCC 10538 e Streptococcus mutans ATCC 25175) e quatro cepas de fungos (Candida albicans ATCC 10231; Candida dubliniensis ATCC 22019; Candida tropicalis ATCC 157 e Candida parapsilosis ATCC 22019). Essa avaliação foi realizada através da determinação da Concentração Inibitória Mínima (concentração que inibiu 50% do desenvolvimento microbiano, CIM) e Concentração Biocida Mínima (concentração que inibiu em 100% o desenvolvimento microbiano, CBM). O monoterpeno citral mostrou-se mais efetivo (CBM citral = 2,5µL/mL) frente à cepa de S. mutans (ATCC 25175). A partir desses resultados o citral foi o monoterpeno escolhido para dar continuidade aos estudos propostos no projeto. Avaliou-se o efeito do citral isoladamente, complexado e incorporado em formulações de enxaguante bucal, frente ao crescimento e aderência de S. mutans (ATCC 25175) em superfície sólida. Avaliou-se, também, a citotoxicidade do citral e de algumas formulações de enxaguante bucal verificando-se baixa citotoxicidade frente a cultura de queratinócitos humanos (HaCat). Tanto o citral em sua forma livre como complexado em CDs apresentou atividade frente a cepa indicadora de S. mutans (ATCC 25175), impedindo a formação do biofilme in vitro em concentração sub-inibitória (CBM/2 = 1,25µL/mL). Ao avaliar o citral e seus complexos de inclusão incorporados nas formulações de enxaguante bucal, observou-se manutenção do efeito antibacteriano in vitro frente a cepa de S. mutans (ATCC 25175) e uma melhor solubilidade do complexo de inclusão citral-HPβCD se comparado ao monoterpeno não complexado em CD. (AU)

Processo FAPESP: 13/08696-4 - Estudo comparativo da complexação de monoterpenos em ciclodextrina: preparação, caracterização química, desenvolvimento tecnológico e avaliação biológica.
Beneficiário:Gabriel Primini Feltran
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado