Busca avançada
Ano de início
Entree


Modelo de facies de um sistema profundo de rampa submarina (Formação Punta Negra), Devoniano, Pre-Cordilheira Argentina

Autor(es):
Andre Henrique
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Engenharia Mecânica e Instituto de Geociências
Data de defesa:
Membros da banca:
Henrique Rosa; Alexandre Campane Vidal
Orientador: Giorgio Basilici
Resumo

A Formação Punta Negra (Meso- Neodevoniano da Pré-Cordilheira Argentina) consiste em uma espessa sucessão de depósitos siliciclásticos de água profunda. Esta unidade aflora por cerca de 300 km em direção N-S nas províncias de San Juan, Mendoza e La Rioja. Uma detalhada análise sedimentológica permitiu identificar seis litofácies depositadas pela ação de fluxos de densidade concentrados e correntes de turbidez. Três associações de fácies foram descritas e interpretadas: i) preenchimento de canais: camadas de arenito fino, com escassas estruturas e preenchendo feições erosivas, correspondentes a canais pouco espessos como sistema de aporte em uma rampa proximal; ii) lobos proximais: sucessões estrato-crescentes de camadas arenosas maciças na base e com estruturas de tração no topo, amalgamadas ou interacamadadas com níveis de lamito laminado, correspondendo a deposição de lobos num contexto de rampa proximal; iii) lobos distais/franjas: sucessões de lamito e camadas descontinuas de arenito muito fino que constituem os depósitos mais finos de todo o intervalo estudado, associados ao contexto de rampa distal. Os corpos sedimentares pertencentes às associações de fácies constituem elementos com características geométricas próprias. Os canais são do tipo deposicionais e pouco erosivos, os lobos deposicionais caracterizam corpos de geometria lobada/linguoide apresentando ciclos de compensação de espessuras. Por fim, os depósitos de franjas possuem grande extensão areal e com heterogeneidade acentuada pelo interacamadamento lamito/arenito. Com base na análise de fácies e associação de fácies e em informações levantadas por estudos anteriores, propõe-se um modelo de sistema deposicional turbidítico de rampa submarina rico em areia, caracterizado por um sistema de canais pouco espessos que atuam na forma de múltiplos pontos de aporte. A característica textural imatura dos sedimentos, a abundância de fragmentos vegetais e a deposição de estruturas típicas de fluxos de mais longa duração, são argumentos para propor um sistema de alimentação por meio de fluxos hiperpicnais provenientes diretamente do continente (AU)

Processo FAPESP: 05/58227-4 - Arquitetura de um sistema deposicional de água profunda controlada por delta: formação punta negra, Devoniano, Pré-Cordilheira Argentina
Beneficiário:Andre Henrique
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado