Busca avançada
Ano de início
Entree


Analise molecular de deficiencias genicas associadas a persistencia hereditaria de hemoglobina fetal e delta beta talassemias

Autor(es):
Tiago Gomes de Andrade
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Ciencias Medicas
Data de defesa:
Membros da banca:
Sandra de Fatima Menossi Gualandro; Carmen Silvia Bertuzzo
Orientador: Fernando Ferreira Costa
Resumo

Persistência Hereditária de Hemoglobina Fetal (PHHF) consiste num grupo heterogêneo de desordens hereditárias, clinicamente benignas, onde ocorrem falhas na mudança perinatal normal de hemoglobina fetal para hemoglobina adulta, resultando em altos níveis de Hb F durante a vida adulta. Suas alterações moleculares correspondem a desordens no grupo de genes p, sendo divididas em duas categorias: as formas delecionais e as substituições de um nuc1eotídeo. Um total de seis delecões relacionadas a PHHF já foram descritas na literatura, sendo associadas a aumentos de ambos os tipos de cadeias y (y A e y_. (õP)O - Talassemias também se originam a partir de deficiências gênicas, em muitos casos bastante similares às que originam as formas delecionais de PHHF, entretanto com menor incremento de Hb F e concomitância de hipocromia e microcitose nas hemácias. Três hipóteses principais foram propostas para explicar a relação destas deleções com a não supressão normal dos genes y na fase adulta: a remoção de regiões competidoras pelo LCR, a justaposição de elementos acentuadores e a remoção de silenciadores do c1uster. Neste trabalho, investigamos a presença de deleções, associadas a PHHF e (õP)O - talassemias, no c1uster da beta-globina em doadores de sangue do Hemocentro e pacientes do Hospital das Clínicas, Unicamp. Para isto, desenvolvemos uma modificação de uma técnica descrita previamente para Distrofia Muscular Duchennel Becker, baseada na possibilidade de se identificar diferenças quantitativas na amplificação de amostras por PCR, em presença de deleções ou duplicações, onde o produto final de amplificação é diretamente proporcional à quantidade inicial de cópias da seqüência alvo. O método, que quantifica por intensidade de fluorescência, identificou em cinco indivíduos, a deleção responsável por PHHF-2, de origem africana. Identificamos também, com primers específicos que flanqueiam os pontos de quebra de deleções, a presença da (õP)O - talassemias do tipo Siciliana em dois indivíduos estudados, que são heterozigotos compostos, tendo associação desta alteração com p - talassemia e Hb S. Este trabalho contn"buiu para o desenvolvimento e aplicação de um método, particularmente mais rápido e de fácil execução, na investigação de deficiências gênicas (ou aumento do número de cópias), e que pode vir a ser utilizado no estudo de alterações, não só no c1uster da p-globina, mas também em outros genes de interesse. Além disto, os dados apresentados neste trabalho sobre a interação entre (õP)O-talassemia Siciliana com p - Talassemia e Hb S representam os primeiros casos descritos no Brasil, com caracterização clínica e molecular. Também destaca-se a presença marcante de uma alteração benigna (PHHF-2) que sabidamente pode influenciar a evolução clínica de determinadas condições, tais como p-talassemia e anemia falciforme (AU)

Processo FAPESP: 00/03054-4 - Análise molecular de deficiências gênicas associadas a persistência hereditária de hemoglobina fetal
Beneficiário:Tiago Gomes de Andrade
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado