Busca avançada
Ano de início
Entree


Virus respiratorio sincicial bovino : padronização e comparação de tecnicas sorologicas

Autor(es):
Helena Gallicchio Domingues
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Biologia
Data de defesa:
Membros da banca:
Liana Maria Cardoso Verinaud; Maria da Glória Buziinaro; Lucila Costallat Ricci
Orientador: Clarice Weis Arns
Resumo

Neste trabalho foram adaptados e padronizados dois ensaios imunoenzimáticos (dot ELISA e S-ELISA), para auxiliar 110 diagnóstico do vírus respiratório sincicial bovino (BRSV). A amostra vira! padrão, BRSV -25-BR isolada 110 Brasil foi utilizada nos dois ensaios, tendo sido produzida em célula CER e processadas por ultracentrifugação em gradiente descontínuo de sacarose 30-55% (v/v). Foram analisadas 423 amostras de sorosco1etados nos principais centros de bovinocultura do país. as quais foram submetidas ao teste padrão de soroneutralização (SN). onde 67,8% das amostras foram positivas. A técnica de dot-EUSA, utjlizando O.7/µg de proteína purificada por disco, detectou 71,6% deamostras positivas, apresentando uma sensibilidade de 92.3% e especificidade de 71,3%. Oteste de S-EUSA, utilizando 3,0 µg de proteina bruta por poço, detectou 72.5% de amostras positivas, com sensibilidade de 91.6% e especificidade de 68,4%. Por meio dos dados coletados, valida-se os testes de S-ELISA e dot-ELISA para a detecção de anticorpos anti-BRSV como alternativa para o uso em laboratório e no campo (AU)

Processo FAPESP: 97/13900-5 - Vírus respiratório sincicial bovino: padronização e comparação de técnicas sorológicas
Beneficiário:Helena Gallicchio Domingues
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado