Busca avançada
Ano de início
Entree


Vulnerabilidade social e os acidentes de trânsito em Campinas - SP

Autor(es):
Ana Carolina Soares Bertho
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Data de defesa:
Membros da banca:
José Marcos Pinto da Cunha; Marilisa Berti de Azevedo Barros
Orientador: Tirza Aidar
Resumo

Diante da redução da mortalidade por homicídios no Brasil na última década,especialmente no estado de São Paulo, as mortes por acidentes de transportes vêm ganhando importância entre as causas externas. Com a implantação do Código de Trânsito Brasileiro, que entrou em vigor em 1998, houve uma queda significativa dos óbitos, mas os acidentes ainda constituem uma grande preocupação para o Poder Público. O objetivo geral do presente estudo é contribuir para o conhecimento sobre os padrões e tendências recentes dos acidentes de trânsito no município de Campinas, verificando se, além de idade e sexo, as características relacionadas às condições sociodemográficas tornam determinados grupos populacionais mais vulneráveis frente ao risco de se ferir ou morrer em acidentes de trânsito. O trabalho parte de uma análise sobre a tendência recente da mortalidade por acidentes de trânsito na Região Metropolitana de Campinas no período 1996-2006, verificando o perfil por idade, sexo e tipo de veículo que as vítimas ocupavam. A partir de 4.171 registros em Boletins de Ocorrência de acidentes ocorridos nas vias municipais de Campinas, é feita análise mais aprofundada sobre características das vítimas e eventos, fatais e não fatais considerando a localização de ocorrência dos acidentes e de residência das pessoas envolvidas e locais de ocorrência sendo esta utilizada como proxy das condições socioeconômicas. As análises em nível agregado sobre a distribuição e concentração no espaço intra-urbano, contrapostas com indicadores sobre vulnerabilidade social e intensidades de deslocamentos diários por áreas, evidenciam que a vulnerabilidade social pode agravar o risco de acidentes para grupos populacionais específicos (AU)

Processo FAPESP: 08/07667-2 - Vulnerabilidade sociodemográfica e os acidentes de trânsito na Região Metropolitana de Campinas
Beneficiário:Ana Carolina Soares Bertho
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado