Busca avançada
Ano de início
Entree


Ação in vivo de l-leucina sobre sinalização celular e vias metabólicas durante o metabolismo protéico muscular em ratos portadores de tumos Walker 256 = : L-leucine-rich diet modulates muscle cell signalling pathway of protein metabolism in Walker 256 tumour-bearing rats

Autor(es):
Bread Leandro Gomes da Cruz
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Biologia
Data de defesa:
Membros da banca:
Miguel Arcanjo Areas; Daniel Martins de Souza; Estela Maria Gonçalves; Carlos Alberto da Silva
Orientador: Maria Cristina Cintra Gomes Marcondes
Resumo

O câncer é uma das principais causas de morte no mundo e o quadro de caquexia provocado por alguns tipos de tumor é um dos grandes responsáveis por isso. A caquexia instaurada em pacientes com câncer, sendo mais prevalente nos tumores gastrointestinal, pulmonar, pancreático e mamário, é caracterizada, dentre outros processos, pela perda involuntária de peso, devido a constante espoliação sobre a massa magra corporal. Estudos que tenham como objetivo a manutenção da massa magra em organismos portadores de tumor caquético são importantes para contribuir com a redução de óbitos e preservar a qualidade de vida das pessoas com câncer. Nos últimos anos, a leucina tem mostrado ser eficaz na manutenção da massa magra corpórea através do estímulo de síntese protéica muscular e inibição da degradação de proteína, principalmente da massa magra corpórea. Logo, entender como a presença da leucina estimula a síntese protéica e atua de forma protetora em organismo no estado caquético tem se mostrado uma necessidade crescente. Desse modo, a proposta deste trabalho foi avaliar, ao longo do tempo, os efeitos de dieta rica em leucina sobre a sinalização de síntese e degradação protéica, envolvendo o complexo mTOR em músculos de ratos portadores do carcinossarcoma de Walker 256. Os animais foram distribuídos em grupos de acordo com a inoculação tumoral e/ou esquema nutricional com dieta rica em leucina, sendo sacrificados em três momentos diferentes do desenvolvimento tumoral (7º, 14º e 21º dias após a implantação do tumor). No músculo gastrocnêmio foram analisadas as proteínas-chave da via mTOR, como RAG A GTPase, ERK/MAP4K3, PKB/Akt, mTOR, p70S6K1, Jnk, IRS-1, STAT3, e STAT6 e, tambem, foram avaliadas as proteínas de degradação protéica pertencentes ao sistema ubiquitina-proteossomo (11S, 19S e 20S) e citocinas IL-4, IL-6, IL-10, TNFα e INFγ. Os resultados mostram que o desenvolvimento tumoral reduziu a ativação de RAG-A, associada com queda de IRS-1, aumento da PKB/Akt e Erk/MAP4K3 no 21º dia e manutenção de p70S6K1; também houve aumento dos níveis de STAT-3 e STAT-6 em ratos portadores de tumor. Entretanto, a presença de leucina na dieta modulou etapas chave da via mTOR pelo desencadeamento da ativação aumentada de RAG-A e mTOR junto com a manutenção dos níveis de JNK, STAT-3 e STAT-6 no músculo durante o desenvolvimento do tumor de Walker no organismo caquético. A análise da sinalização para degradação protéica mostrou que o crescimento tumoral promoveu, simultaneamente, diminuição de proteína muscular, acentuado aumento de citocinas pró-inflamatórias (TNFα, IL-6 e IFNγ) e aumento progressivo das subunidades proteossômicas (19S e 20S), sendo que a suplementação com leucina atenuou essa ativação. Os resultados obtidos apoiam o efeito benéfico do uso de leucina e esclarece as vias metabólicas utilizadas por este aminoácido, contribuindo para melhor compreensão da ação in vivo desse aminoácido sobre a caquexia. (AU)

Processo FAPESP: 11/08276-0 - Ação in vivo de L-leucina sobre sinalização celular e vias metabólicas durante o metabolismo protéico muscular em ratos portadores de tumor Walker 256
Beneficiário:Bread Leandro Gomes da Cruz
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado