Busca avançada
Ano de início
Entree


Isolamento e identificação de compostos bioativos da geoprópolis (Melipona scutellaris) bioguiado pelo efeito antimicrobiano = : Isolation and identification of bioactive compounds of geopropolis (Melipona scutellaris) bioguided by the antimicrobial effect

Autor(es):
Laila Facin de Paula Eduardo
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Odontologia de Piracicaba
Data de defesa:
Membros da banca:
Masaharu Ikegaki; Bruno Bueno Silva
Orientador: Pedro Luiz Rosalen
Resumo

Os produtos naturais, comprovadamente, têm sido uma fonte promissora para descoberta de novos compostos bioativos. Dentre eles, a própolis coletada por abelhas Apis mellifera possui atividades biológicas descritas na literatura como anticárie, antibacteriana, anti-inflamatória, entre outras. Entretanto, a maioria dos estudos sobre própolis se refere àquelas coletadas por A. mellifera e pouco se tem conhecimento de outras, como a geoprópolis, produzida por abelhas sem ferrão do gênero Melipona. Em estudos recentes, a geoprópolis apresentou promissoras atividades antimicrobiana e anti-inflamatória, porém estas pesquisas ainda não evidenciaram quais as substâncias responsáveis por tais ações biológicas, especialmente contra o biofilme oral cariogênico. Portanto, o objetivo desse trabalho foi isolar e identificar o composto ativo da geoprópolis de Melipona scutellaris com atividade contra biofilme formado por Streptococcus mutans. Este objetivo foi alcançado por meio das seguintes metodologias: 1- fracionamento bioguiado do extrato etanólico da geoprópolis (EEGP); 2- isolamento e identificação do composto ativo; 3- avaliação do potencial anticárie do composto ativo utilizando modelo in vitro de inibição de biofilme oral monoespécie. Como resultado do fracionamento bioguiado foi isolado e identificado o composto nemorosona (C33H42O4, MM= 502 g/mol), uma benzofenona prenilada. A concentração inibitória mínima da nemorosona foi de 6,25 ¿ 12,5 ?g/mL e na concentração de 100 ?g/mL foi capaz de inibir em 95% a aderência do S. mutans em biofilme formado em microplacas de fundo côncavo. Em biofilme formado em discos de hidroxiapatita, a nemorosona na concentração 250 ?g/mL (0,50 mM) reduziu 65 % do peso seco, mais de 70% dos polissacarídeos e 48% da quantidade proteica além de diminuir a viabilidade bacteriana, quando comparada com o controle negativo (veículo, p<0,05). Estes resultados não diferiram estatisticamente da clorexidina a 0,12% (1,33 mM) (p>0,05). Portanto, concluímos que a nemorosona é um composto ativo isolado e identificado da geoprópolis com atividade antibiofilme de S. mutans com capacidade de alterar a composição bioquímica da matriz do biofilme de S. mutans, o que torna este composto promissor agente químico para o controle do biofilme oral. (AU)

Processo FAPESP: 11/16501-3 - Isolamento e identificação de compostos bioativos da geoprópolis (Melipona scutellaris) bioguiado pelo efeito antimicrobiano em biofilme dental
Beneficiário:Laila Facin de Paula Eduardo
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado