Busca avançada
Ano de início
Entree


Mapeamento das áreas suscetíveis à fragilidade ambiental na alta bacia do Rio São Francisco, Parque Nacional da Serra da Canastra - MG

Autor(es):
Cassiano Gustavo Messias
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Geociências
Data de defesa:
Membros da banca:
Ailton Luchiari; Andréia Medinilha Pancher
Orientador: Marcos Cesar Ferreira
Resumo

As paisagens rurais vêm sendo transformadas continuamente pela ocupação humana, principalmente em razão de adaptações técnicas requeridas para o desenvolvimento da agricultura. De maneira geral, estas alterações antrópicas estão diretamente ligadas à utilização dos recursos naturais como insumos da produção agrícola. Os recursos mais impactados por este modo de produção são a vegetação e o solo. Dentre as formas de avaliação do grau de comprometimento da paisagem em razão da exploração agrícola do território é o mapeamento da fragilidade ambiental. Esta pesquisa teve como principal objetivo avaliar os graus de fragilidade ambiental de diferentes áreas do Parque Nacional da Serra da Canastra, situado no sudoeste de Minas Gerais. Criado em 1972, o parque tem como meta principal preservar ecossistemas naturais ainda existentes no bioma do cerrado brasileiro. A metodologia de mapeamento da fragilidade ambiental utilizada neste trabalho baseia-se em cinco variáveis geográficas: índice de vegetação, probabilidade de ocorrência de chuvas intensas, declividades, densidade de estradas e densidade de lineamentos estruturais. Estas variáveis foram processadas em sistemas de informação geográfica, por meio de técnicas de análise espacial, utilizadas para a transformação destas, mapeadas segundo a lógica booleana, em variáveis probabilísticas fuzzy. Os mapas fuzzy foram combinados por meio de algoritmo baseado em soma ponderada, gerando-se um mapa de fragilidade ambiental do Parque Nacional. Este mapa final foi comparado a mapas de processos erosivos e de movimento de massa, checados em campo, com o objetivo de se atribuir pesos às variáveis ambientais por meio do teste de Kolmogorov-Smirnov. A metodologia se mostrou eficiente para a identificação e mapeamento de áreas com maior grau de fragilidade no parque, considerando-se a evidência dos processos erosivos e dos movimentos de massa. (AU)

Processo FAPESP: 12/07795-6 - Mapeamento das áreas suscetíveis à fragilidade ambiental na Alta Bacia do Rio São Francisco, Parque Nacional da Serra da Canastra
Beneficiário:Cassiano Gustavo Messias
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado