Busca avançada
Ano de início
Entree


Estudo das propriedades eletroquimicas de dimeros de rodio para o desenvolvimento de sensores e sob um enfoque bioeletroquimico

Autor(es):
Eric de Souza Gil
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Quimica
Data de defesa:
Orientador: Graciliano de Oliveira Neto [Co-orientador]; Lauro Tatsuo Kubota
Resumo

Nos últimos anos, o interesse pela área da Eletroquímica aumentou de modo bastante expressivo, especialmente pela necessidade crescente por metodologias de baixo custo e mais específicas para a análise de determinadas espécies em sistemas de complexidade variada. Dentre os campos de maior impacto, tem-se o desenvolvimento de sensores, em que a busca por novos materiais para melhoria de suas propriedades é alvo de intensas investigações. Neste sentido, os compostos de ródio são potencialmente úteis já que aliam, entre outras caracteristicas, potencial catalítico e mediador de elétrons. No trabalho em questão, foi desenvolvido um sensor com acetamidato de ródio para análise de hidrazina. O sensor apresentou uma boa resposta linear na faixa de 10 a 10 mol L ajustada pela equação i = 23,13 ( 0,34) c, onde i = intensidade de corrente em mA e c = concentração em mol L. Outrossim, a boa estabilidade e repetibilidade, aliada ao baixo potencial aplicado e tempo de resposta confirmaram as potencialidades destes compostos para o desenvolvimento de sensores. Outro dímero investigado neste contexto foi o catalisador de Doyle Rh2(5S-MEPY)4 tetrakis [metil 2-oxipirrolidina -5 S -carboxilato], o qual mereceu destaque pelo expressivo aumento dos níveis de corrente observado quando imobilizado na presença de DNA. Observou-se um aumento da constante de transferência de elétrons de 50% para o sistema contendo catalisador e DNA em relação ao eletrodo modificado apenas com catalisador. Estas observações, somadas ao reconhecido potencial antineoplásico dos carboxilatos de ródio, levou a investigação eletroquímica da interação DNA-Dímeros. Este estudo bioeletroquímico se baseou em um dos mecanismos mais propostos para a ação antineoplásica do acetato de ródio, ou seja, a coordenação axial via N7- adenina. Outrossim, a oxidação das bases guanina e adenina, já esta bem estabelecida, sendo estas influenciadas de modo diretamente proporcional à força destas interações. No presente trabalho, foram constatadas para diferentes dímeros (acetato, propionato, butirato, trifluoroacetato, citrato, gliconato, acetamidato, trifluoroacetamidato e carboxarnidato ) relações, entre níveis de supressão dos picos de oxidação das bases purinicas com parâmetros estéricos e eletrônicos, sugerindo as potencialidades da bioeletroquímica nos estudos de REA (Relação Estrutura Atividade). (AU)

Processo FAPESP: 96/12712-8 - Estudo das propriedades eletroquímicas de carboxilatos de ródio para o desenvolvimento de biossensores: avaliação da viabilidade da investigação da interação entre fármacos e biomoléculas
Beneficiário:Eric de Souza Gil
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado