Busca avançada
Ano de início
Entree


Função reprodutiva em ratos machos obesos por consumo de dieta hipercalórica

Autor(es):
Carla Dal Bianco Fernandez
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Biologia
Data de defesa:
Membros da banca:
Rejane Maira Goes; Estela Sasso Cerri; Arielle Cristina Arena; Alexandre Leite Rodrigues de Oliveira
Orientador: Wilma De Grava Kempinas
Resumo

O sobrepeso e a obesidade estão aumentando rapidamente, tornando-se uma epidemia mundial. Estas duas condições podem ser definidas simplesmente como o acúmulo excessivo de gordura nos adipócitos, células do tecido adiposo responsáveis pela síntese e liberação de leptina, um hormônio protéico cuja principal ação é inibir o apetite e estimular o gasto energético, mas que também atua na regulação do eixo hipotalâmico-hipofisáriogonadal. As concentrações séricas de leptina apresentam-se elevadas, proporcionalmente à quantidade de gordura, em muitos modelos animais de obesidade e na obesidade humana. Recentemente alguns estudos têm mostrado a relação entre obesidade e infertilidade masculina, mas até o momento os resultados são controversos. Da mesma forma, o papel da leptina no sistema reprodutor masculino não está muito esclarecido, principalmente quando este hormônio está em excesso, como na obesidade. Assim, os objetivos do presente estudo foram investigar os efeitos da obesidade induzida por consumo de dieta rica em gordura em parâmetros reprodutivos de ratos machos. Também foi investigado o papel da leptina na fertilidade e em alguns parâmetros espermáticos, em ratos machos adultos. Para isso, ratos machos da variedade Wistar foram alimentados com dieta hipercalórica rica em gordura (DH) ou com dieta padrão (DP) durante 15, 30 ou 45 semanas, e foram avaliados quanto ao índice de obesidade, níveis séricos de leptina, peso dos órgãos reprodutores e contagens espermáticas. Em um segundo experimento, os animais receberam as diferentes dietas apenas por 15 semanas, tempo suficiente para provocar obesidade. Esses animais foram avaliados quanto às dosagens dos hormônios sexuais, comportamento sexual, motilidade e morfologia espermática, fertilidade após cruzamento natural e inseminação artificial in utero. Além disso, ratos machos adultos não-obesos foram tratados com leptina exógena, ou com salina, ip, por 42 dias e avaliados quanto ao peso dos órgãos reprodutores, contagens espermáticas, motilidade dos espermatozóides e fertilidade após inseminação artificial. Após 15, 30 ou 45 semanas, os animais alimentados com DH apresentaram um aumento significativo no índice de obesidade e nos níveis de leptina. O peso dos órgãos reprodutores e as contagens espermáticas foram similares entre os dois grupos, em todos os períodos estudados. Nos animais que receberam DH por 15 semanas, o comportamento sexual e a fertilidade após acasalamento natural foram semelhantes aos do grupo controle. Da mesma forma, os níveis de testosterona não foram alterados, mas os de estradiol aumentaram nos animais que ingeriram DH. Além disso, a qualidade espermática foi reduzida nestes animais, como evidenciado pela baixa porcentagem de espermatozóides com movimento progressivo. A alteração da motilidade espermática foi seguida por uma redução quantitativa do potencial de fertilidade após inseminação artificial in utero. Os animais tratados com leptina não apresentaram diferenças nas contagens espermáticas nem na motilidade quando comparados aos animais controle. No entanto, o potencial de fertilidade reduziu cerca de 40% e a taxa de perdas pré-implantação foi duas vezes maior nos animais tratados com leptina. Juntos, esses resultados indicam que a obesidade diminuiu a qualidade espermática, prejudicando a fertilidade dos ratos machos, e que, provavelmente a leptina está relacionada a este prejuízo. (AU)

Processo FAPESP: 06/61815-8 - Função reprodutiva em ratos machos obesos por consumo de dieta hipercalórica
Beneficiário:Carla Dal Bianco Fernandez
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado