Busca avançada
Ano de início
Entree


Efeito saturação hidrica do solo na taxa de assimilação de CO2 e no desenvolvimento de Calophyllum brasiliense Camb. (Clusiaceae)

Autor(es):
Viviane Camila de Oliveira
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Biologia
Data de defesa:
Membros da banca:
Marlene Aparecida Schiavinato; Rosana Marta Kolb
Orientador: Carlos Alfredo Joly
Resumo

A inundação desencadeia uma série de processos que influenciam as características físico-químicas e biológicas do solo como meio para o desenvolvimento das plantas e nestas condições, as plantas podem apresentar adaptações morfológicas, anatômicas e metabólicas, de forma a minimizar os efeitos da falta de oxigênio. Dentre as espécies típicas de ambientes inundáveis, Calophyllum brasiliense Camb. (Clusiaceae) é uma das espécies arbóreas de maior distribuição e seu desenvolvimento está adaptado à inundação temporária do solo. O presente trabalho teve como objetivo estudar o efeito da saturação hídrica do solo na taxa de assimilação de ‘CO IND. 2’ e no desenvolvimento de C. brasiliense. Neste sentido foram determinados os parâmetros fotossintéticos básicos, as respostas de crescimento, as características foliares e as possíveis alterações morfo-anatômicas em indivíduos jovens crescendo em condições controle (mantidos em capacidade de campo) e submetidos à saturação hídrica do solo. Embora a saturação hídrica do solo tenha afetado significativamente a taxa de assimilação do carbono de indivíduos de C. brasiliense, a habilidade da espécie de continuar o crescimento sob condições de alagamento, caracteriza-a como tolerante ao alagamento; isto explica a ampla distribuição da espécie, sempre associada a ambientes florestais sujeitos a alagamentos. Além disso, foram verificadas alterações morfo-anatômicas em resposta ao estresse imposto, como hipertrofia de lenticelas e hipertrofia da base do caule. Os dados obtidos mostraram claramente que os efeitos do estresse ocasionado pela saturação hídrica do solo foram gradativos e se intensificaram com o aumento da duração dessa condição. Portanto, a duração do alagamento é um fator crítico para a manutenção das trocas gasosas e do crescimento em plantas de C. brasiliense. A sobrevivência das plantas mesmo durante um longo período de alagamento, como o imposto neste experimento, é um indicativo de que esta espécie pode ser utilizada em programas de restauração de vegetação exposta a ambientes com saturação hídrica do solo, como restingas e florestas de galeria. (AU)

Processo FAPESP: 05/53390-4 - Efito da saturação hídrica no solo na taxa de assimilação de CO2 de Calophyllum brasiliense Camb. (Clusiaceae)
Beneficiário:Viviane Camila de Oliveira
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado