Busca avançada
Ano de início
Entree


Utilização de dentes decíduos de regiões com diferentes históricos de contaminação ambiental para detecção de grupos de crianças expostas ao chumbo no Brasil

Autor(es):
Carolina de Souza Guerra
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Odontologia de Piracicaba
Data de defesa:
Membros da banca:
Frederico Barbosa de Sousa; Marcia Andreia Mesquita da Silva Veiga; Viviane Elisângela Gomes; Eduardo Mello de Capitani
Orientador: Raquel Fernanda Gerlach
Resumo

Objetivos: Os objetivos deste estudo são: a) comparar as concentrações de chumbo em diferentes camadas de esmalte e dentina pré e pós-natal de dentes decíduos, coletados em: 1 - Santo Amaro, BA, 2 - Cubatão, SP, 3 - Ribeirão Preto, SP e Mato Leitão, RS, b) analisar a distribuição espacial do chumbo por microfluorescência de raios X com radiação Síncrotron. Métodos: Uma microbiópsia no esmalte foi realizada in vitro na superfície do esmalte e cinco amostras sucessivas de esmalte superficial foram removidas. O chumbo foi medido por Espectrometria de massa com plasma indutivamente acoplado, e o fósforo foi medido colorimetricamente para determinarmos a profundidade de biópsia. Pedaços de dentina pré-natal e pós-natal foram dissolvidos em ácido nítrico. Cortes longitudinais de algumas amostras de dentes decíduos foram analisados por micro-XRF. As áreas anatômicas foram: esmalte superficial (SE), subsuperficial do esmalte (SSE), dentina primária (PD), e dentina secundária (SD). Resultados: A mediana da concentração de chumbo no esmalte superficial dos dentes coletados em Santo Amaro foi estatisticamente superior ao dos dentes coletados em Ribeirão Preto, Cubatão e Mato Leitão (p <0,0001 para as comparações). A concentração de chumbo no esmalte não diferiu quando os resultados de Ribeirão Preto e Mato Leitão, ou de Cubatão e Mato Leitão foram comparados. A mediana da concentração de chumbo encontrada na dentina pré-natal e pós-natal dos dentes coletados em Santo Amaro foram estatisticamente superiores aos encontrados nos dentes de Ribeirão Preto e Cubatão (p <0,0001). Nenhuma diferença foi encontrada quando os valores da dentina pré e pós-natal de Ribeirão Preto foram comparados com os de Cubatão. O coeficiente de correlação de Spearman para a concentração de chumbo na dentina versus concentração de chumbo no esmalte foi estatisticamente significante para Ribeirão Preto (dentina pré-natal versus esmalte r= 0,3, p = 0,003, r = 0,3, p = 0,0013 e dentina pós-natal versus esmalte r = 0,27, p = 0,06 , r = 0,21, p = 0,15), e Santo Amaro (dentina pré-natal versus esmalte r = 0,38, p = 0,0001, r = 0,18, p = 0 , 08 e dentina pós-natal versus esmalte r = 0,3, p = 0,015, r = 0,2, p = 0,1). Nenhuma correlação significativa foi encontrada em Cubatão (r dentina pré-natal = 0,118, p = 0,195, r = 0,05, p = 0,59, r = 0,05 dentina pós-natal, p = 0,59, r = 0,09, p = 0,28). A ?- SRXRF confirmou uma distribuição heterogênea de chumbo nos incisivos decíduos, com o maior sinal encontrado em esmalte superficial e dentina interna. A intensidade de Pb / Ca diminuiu da superfície do esmalte à dentina secundária em todas as amostras analisadas. Conclusões: este estudo mostra que existe uma correlação fraca, porém significativa entre os níveis de chumbo encontrado no esmalte superficial e na dentina pré e pósnatal, nas amostras provenientes de cidades que apresentaram maiores valores de chumbo (neste estudo Ribeirão Preto e Santo Amaro). A ?-SRXRF confirmou uma distribuição heterogênea de chumbo nos incisivos decíduos, com o maior sinal encontrado em esmalte superficial e dentina interna (AU)

Processo FAPESP: 07/54346-4 - Utilização de dentes decíduos de regiões com diferentes históricos de poluição ambiental para detecção de grupos de crianças expostas ao chumbo no Brasil
Beneficiário:Carolina de Souza Guerra
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado