Busca avançada
Ano de início
Entree


Desenvolvimento de sensor biomimetico empregando monocamadas auto-organizadas de tiois sobre eletrodos de ouro

Autor(es):
Rafaela Fernanda Carvalhal
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Quimica
Data de defesa:
Membros da banca:
Zeki Naal; Edvaldo Sabadini
Orientador: Lauro Tatsuo Kubota
Resumo

Esta dissertação descreve o estudo e uso de sistemas auto-organizados como elemento base na modificação de eletrodos de ouro policristalino para a construção de um sensor biomimético. Realizou-se uma comparação e avaliação dos procedimentos mais comuns utilizados no pré tratamento de superfícies de ouro, com o escopo de verificar o efeito das condições de pré tratamento eletródico na formação da SAM que seria utilizada como agente imobilizador das espécies biomiméticas no desenvolvimento do sensor. A estratégia que leva a formação de SAM de tióis com recobrimento satisfatório sobre eletrodos de ouro policristalino é aquela que proporciona uma superfície limpa, com baixa rugosidade e menor quantidade de óxidos e foi obtida a partir da seguinte estratégia: polimento mecânico manual, seguido do tratamento químico com solução piranha ácida (10 min. de imersão), em seguida o eletrodo foi polido eletroquimicamente e, por fim, foi imerso em álcool etílico por 30 min. Foi construído um sensor biomimético a ascorbato oxidase, para a determinação de vitamina C em comprimidos, a partir da modificação de um eletrodo de ouro policristalino com uma SAM de ácido 3-mercaptopropiônico, sobre a qual foi feita a imobilização de ligantes etilenodiamina com posterior complexação de cobre pelos ligantes. O sensor apresentou um limite de resposta linear entre 1,0 e 20,0 mmol L, com um limite de detecção de 0,1 mmol L e um tempo de resposta de 0,5 s. Apresentou tempo de vida útil de até 3 dias depois de iniciado o seu uso, sendo possível cerca de 40 determinações sem decréscimo significativo na resposta do sensor. Foram analisadas amostras de fármacos; os resultados obtidos foram estatisticamente iguais ao nível de 95 %, quando comparados com o método de titulométrico convencional com iodo. (AU)

Processo FAPESP: 03/03014-0 - Desenvolvimento de sensores para compostos fenólicos empregando monocamadas auto-organizadas e sistemas biomiméticos
Beneficiário:Rafaela Fernanda Carvalhal
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado