Busca avançada
Ano de início
Entree


Competição local por acasalamentos em vespas de figo (Hymenoptera : Chalcidoidea) associadas a Ficus eximia Schott (Moraceae)

Autor(es):
Rodrigo Augusto Santinelo Pereira
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Biologia
Data de defesa:
Membros da banca:
Ayres de Oliveira Menezes Junior; Lucio Antonio de Oliveira Campos; Paulo Inacio Prado; Vera Nisaka Solferini
Orientador: Angelo Pires do Prado
Resumo

A morfologia peculiar do sicônio (inflorescência de Ficus) forma um micro-ambiente isolado com implicações sobre características morfológicas, comportamentais e ecológicas das espécies de vespas que o utilizam. Nas espécies de vespas de figo com machos ápteros os acasalamentos ocorrem dentro do sicônio natal, antes da dispersão, criando um sistema considerado adequado para o estudo de competição local por acasalamentos (CLA). Ficus eximia é polinizada por Pegoscapus sp. e associada a outras 14 espécies de vespas não polinizadoras. Algumas das questões sobre CLA em vespas de figo foram analisadas no presente trabalho. A associação de machos e fêmeas co-específicos nas três espécies de Idarnes com dimorfismo sexual foi possível pela comparação morfológica de espermatozóides obtidos da vesícula seminal dos machos e da espermateca das fêmeas. Indivíduos ginandromórficos de Pegoscapus sp. foram observados durante o estudo. De modo geral, os resultados obtidos enquadraram-se nos modelos teóricos de CLA, porém, particularidades da história natural das espécies estudadas explicariam, em parte, desvios em relação ao esperado pela teoria. A proporção de machos na prole de Pegoscapus aumentou com o número de vespas fundadoras, porém, os valores foram mais baixos do que o esperado pela teoria. Foi detectado que a ocorrência de espécies não-polinizadoras distorce a razão sexual das polinizadoras, causando possivelmente uma maior mortalidade de fêmeas da prole. Outro fator que possivelmente dificultou o estudo da razão sexual foi a reemergência de fundadoras, o que resultou em imprecisão da estimativa da CLA. Machos Idarnes competem agressivamente por acasalamentos, enquanto que em Pegoscapus sp. a disputa ocorre de forma indireta, sem agressividade. Combates mortais entre machos Idarnes e comportamentos possivelmente relacionados com o aumento da chance de sobreviver a uma luta (avaliação de força e refúgio em galhas vazias) foram observados. O nível de parentesco estimado pela razão sexual da prole não foi importante para explicar a intensidade de injúrias observadas nos machos Idarnes. Porém, de modo geral, o nível de injúrias por sicônio foi positivamente relacionado com o número e o tamanho dos machos (relacionados com a taxa de encontros entre machos e a capacidade de causaram injúrias quantificáveis). Em função das particularidades de cada espécie estudada, em relação a outras relatadas na literatura, generalizações sobre as características da interação Ficus - vespas devem ser feitas com cautela (AU)

Processo FAPESP: 98/05067-4 - Competição por acasalamento em vespas-de-figo (Hymenoptera: Chalcidoiea) associadas a Ficus eximia Schott (Moraceae)
Beneficiário:Rodrigo Augusto Santinelo Pereira
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado