Busca avançada
Ano de início
Entree


Avaliação da associação entre infiltração marginal e carie adjacente a restaurações dentarias

Autor(es):
Maximiliano Sergio Cenci
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Odontologia de Piracicaba
Data de defesa:
Membros da banca:
Alessandro Dourado Loguercio; Flavio Fernando Demarco; Luis Alexandre Maffei Sartini Paulillo; Marines Nobre dos Santos Uchoa
Orientador: Jaime Aparecido Cury
Resumo

Cárie secundária é considerada a principal causa para a substituição de restaurações, e tem sido atribuída à microinfiltração ao longo das interfaces restauradoras. No entanto, além de não haver clara associação entre microinfiltração e essas lesões, essa associação poderia ser irrelevante se fluoreto (F) estivesse presente nessas interfaces. Portanto, este estudo in situ objetivou avaliar o efeito de microinfiltração em cárie adjacente a restaurações em presença de F, tanto individualmente fornecido por material restaurador ou dentifrício fluoretado como associado a partir dessas fontes. O estudo foi realizado em 4 fases de 14 dias cada. Os fatores em avaliação foram material restaurador em 2 níveis: RC – resina composta, e CIV – cimento de ionômero de vidro modificado por resina; condição de infiltração marginal em 2 níveis: L- -sem indução de infiltração, e L+ - com indução de infiltração; e tratamento com F em 2 níveis: DNF – dentifrício não fluoretado (placebo), e DF – dentifrício fluoretado. Da associação destes fatores foram obtidos subgrupos, os quais foram aleatoriamente designados aos voluntários (n=14). Durante todas as fases experimentais, foi permitido o acúmulo de biofilme sobre os blocos restaurados sendo esses submetido a um alto desafio cariogênico pela exposição a uma solução de sacarose 20%, 10x/dia, o que foi feito extra-oralmente. Os voluntários usaram três vezes por dia os dentifrícios DNF ou DF, dependendo da fase experimental. Não foram encontradas diferenças entre restaurações L+ e L-, considerando todas as variáveis estudadas (p>0.05). Maior desmineralização em esmalte e em dentina foi observada adjacente a restaurações de RC do que adjacente a restaurações de CIV quando DNF foi usado (p<0.05). A concentração de F foi maior no fluido do biofilme exposto ao dentifrício F ou formado sobre restaurações de CIV (p<0.05). Conclui-se que a microinfiltração não teve influência no desenvolvimento de cárie secundária em presença ou não de F fornecido por dentifrício ou material restaurador, e que a presença de F no biofilme fornecido por CIV ou DF é importante para inibir desmineralização adjacente às restaurações. (AU)

Processo FAPESP: 04/00412-8 - Avaliação da correlação entre microinfiltração e cárie dental adjacente a restaurações dentárias
Beneficiário:Maximiliano Sérgio Cenci
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado