Busca avançada
Ano de início
Entree


Estudo da atividade de drogas antifungicas atraves de curvas de crescimento de Candida albicans utilizando o sistema automatizado Bio-Cell Tracer

Autor(es):
Luciana Sarmento Moreira
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Ciencias Medicas
Data de defesa:
Orientador: Maria Luiza Moretti Branchini
Resumo

O crescente aumento de casos de candidemia nas últimas décadas vem sendo um fato preocupante devido a diversos fatores, e dentre eles destacam-se a mortalidade, o aumento de casos de espécies não-albicans como causadoras de candidemia, e a crescente emergência da resistência de leveduras aos antifúngicos. Para o tratamento da candidemia, temos como drogas mais usadas a anfotericina B (ANF), o itraconazol (ITZ), o fluconazol (FCZ), a 5-fluorocitosina (5-FC), como também as combinações de ANF com FCZ ou 5-FC que visam favorecer a terapia. Porém, atualmente, ainda pouco se sabe a respeito das respostas clínicas dadas por Candida sp. ás terapias utilizadas quando comparadas com testes de suscetibilidade in vitro. Os testes padronizados para estudar a suscetibilidade de Candida sp. in vitro não avaliam as células individualmente, e sim uma população celular. O sistema automatizado Bio-Cell Tracer ® (BCT®), surge como uma nova ferramenta complementar para o estudo da dinâmica da formação de hifas, pseudo-hifas e germinação de conídios e de respostas quanto a suscetibilidade aos antifúngicos. Neste trabalho, utilizamos o BCT® para avaliar o crescimento de cepas de Candida albicans frente aos seguintes antifúngicos: FCZ, 5-FC e ANF, além das combinações 5-FC/ANF e FCZ/ANF em adições com tempos simultâneos e seqüenciais. O sistema BCT® consiste de uma base para placas, microscópio, digitalizador de imagem e computador com programa que permitiu o acompanhamento do crescimento automático das extremidades das pseudo-hifas estudadas. Os resultados para Candida albicans obtidos com o teste de resistência ao FCZ, encontrados no BCT® foram correspondentes àqueles utilizando o teste padrão de microdiluição em caldo (NCCLS A27), sugerindo diferentes classes de taxas de inibição que poderiam ser agrupadas como valores associados a suscetibilidade e resistência. Os estudos com drogas combinadas, em tempos seqüenciais, revelou que a cepa (UN 219) apresentou comportamento de antagonismo para a combinação de FCZ/ANF, dado que diferiu do encontrado na microdiluição em caldo. Neste caso, a possibilidade de monitoramento de hifas, pseudo-hifas pode permitir maior versatilidade e induzir respostas biológicas antes não encontradas nos testes in vitro. Este estudo contribuiu com novas informações a respeito de um sistema automatizado para análise de pseudo-hifas e germinação de conídios, que pode vir a ser utilizado no desenvolvimento de novas estratégias para uma rápida determinação de suscetibilidade antifúngica de C. albicans ou de outros fungos patogênicos (AU)

Processo FAPESP: 01/02420-0 - Estudo da atividade antifúngica em diferentes espécies de Candida, analisada por curvas de crescimento dinâmico através do sistema bio-cell tracer
Beneficiário:Luciana Sarmento Moreira
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado