Busca avançada
Ano de início
Entree


Receptores de ácidos graxos poli-insaturados, GPR40 e GPR120, são expressos no hipotálamo e controlam a homeostase energética e a inflamação = : Polyunsaturated fatty acids receptors, GPR40 e GPR120, are expressed in the hypothalamus and control energy homeostasis and inflammation

Autor(es):
Nathalia Romanelli Vicente Dragano
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Ciências Médicas
Data de defesa:
Membros da banca:
Marcelo Alves da Silva Mori; Marcio Alberto Torsoni; Gabriel Forato Anhê; William Tadeu Lara Festuccia
Orientador: Licio Augusto Velloso
Resumo

A recente caracterização da atividade anti-inflamatória atípica exercida pelo receptor de ácidos graxos poli-insaturados de cadeia longa GPR120 tem despertado grande interesse sobre esta classe de receptores, como potenciais alvos para o tratamento da obesidade e distúrbios metabólicos relacionados. Até o momento, a maioria dos estudos realizados tem explorado principalmente os benefícios metabólicos potenciais de uma ativação sistêmica dos receptores GPR120 e GPR40; no entanto, estudos recentes demonstraram que o hipotálamo é afetado logo durante as fases iniciais do desenvolvimento da obesidade desempenhando um papel crucial na patogênese desta doença e de suas comorbidades. Neste trabalho, nós avaliamos a expressão e potenciais ações terapêuticas do GPR120 e GPR40 no hipotálamo de camundongos obesos. Nós observamos que ambos os receptores são expressos no hipotálamo, sendo o GPR120 principalmente presente em células da microglia e o GRP40 preferencialmente expresso em neurônios orexigênicos NPY. Após o tratamento intracerebroventricular com GW9508, um agonista não específico destes receptores, foi observado uma redução da eficiência energética e da expressão de genes inflamatórios no hipotálamo de camundongos obesos. O silenciamento hipotalâmico do GPR120, por meio de lentivírus, aboliu o efeito anti-inflamatório induzido por GW9508 e resultou em maior eficiência energética nos animais tratados. Entretanto, o tratamento intracerebroventricular com os agonistas específicos do GPR120 e GPR40, TUG1197 e TUG905, respectivamente, resultaram em efeitos mais moderados sobre a homeostase energética e inflamação induzida por HFD do que aqueles observados com o GW9508. O TUG1197 atuou reduzindo a inflamação induzida por HFD por meio da redução da expressão das citocinas pró-inflamatórias, TNF? e IL1?, e aumento da expressão das interleucinas anti-inflamatórias, IL10 e IL6. O TUG905 promoveu a redução do peso corporal e da expressão do neuropeptídeo anorexigênico POMC. Em conclusão nosso trabalho demosntrou que os receptores GPR120 e GPR40 de forma coordenada no hipotálamo de roedores reduzindo a eficiência energética e regulando a inflamação associada à obesidade. A ativação de ambos os receptores no hipotálamo levou a melhores desfechos metabólicos se comparada com a ativação de qualquer um dos receptores isoladamente. (AU)

Processo FAPESP: 10/52377-2 - Avaliação da expressão e da atividade de GPR120 no hipotálamo de roedores - implicações no desenvolvimento da obesidade
Beneficiário:Nathalia Romanelli Vicente Dragano
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado