Busca avançada
Ano de início
Entree


Análise segmentar do hipocampo por espectroscopia multi-voxel

Autor(es):
Bruno Augusto Goulart Campos
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Ciências Médicas
Data de defesa:
Membros da banca:
Clarissa Lin Yasuda; Andre Luiz Ferreira Costa; Luiz Eduardo Gomes Garcia Betting; Veriano Alexandre Junior
Orientador: Fernando Cendes
Resumo

Objetivos: Utilizar a espectroscopia multi-voxel por RNM para estudar os marcadores bioquímicos (NAA, Creatina e Colina) nos pacientes com Epilepsia do Lobo Temporal com crises frequentes e infrequentes, segmentando o hipocampo em segmentos (anterior, médio e posterior). Métodos: Foram estudados 15 pacientes com Epilepsia do Lobo Temporal com crises infrequentes e 14 pacientes com crises frequentes (mais de 3 por ano), regularmente acompanhados no ambulatório de epilepsia do HC-UNICAMP. Estes foram comparados com 23 indivíduos saudáveis e todos foram submetidos a estudo por imagem e espectroscopia pela RNM. Foram quantificados os valores de NAA, Creatina, Colina e a razão NAA/Creatina também foi calculada nos três segmentos do hipocampo (anterior, médio e posterior). Resultados: Os metabólitos NAA, Colina e Creatina foram testados por análise de variância (ANOVA) entre os grupos, mostrando uma redução significativa do NAA nos três segmentos (anterior, médio e posterior) do hipocampo ipsilateral à alteração do EEG (p=0,001, p=0,01 e p=0,001 respectivamente) e nos segmentos médio e posterior contralateral ao EEG (p=0,01 e p=0,02) mas não no segmento anterior contralateral (p=0,069). Na análise da razão NAA/Creatina, foi observada uma redução significativa apenas nos segmentos médio e posterior do hipocampo ipsilateral (p=0,04 e p=0,01) mas não no segmento anterior (p=0,11) ou em todos os segmentos contralaterais (p=0,81, p=0,11 e p=0,15). Discussão: O estudo mostrou que existe uma redução significativa do NAA em todos os segmentos do hipocampo ipsilateral à alteração do EEG, mas no hipocampo contralateral, ela se dá apenas no segmento médio e posterior. Ainda, a razão NAA/Creatina mostra-se reduzida significativamente somente no segmento médio e no posterior ipsilateral à alteração do EEG. Embora pareça haver uma redução mais importante nos segmentos posteriores baseado na razão NAA/Creatina e no lado contralateral, este estudo tem uma alta frequência de pacientes com atrofia hipocampal e longo tempo de duração da epilepsia, o que poderia atrapalhar a análise dos metabólitos. Conclusões: Ao utilizar a espectroscopia multi-voxel para segmentar o hipocampo de pacientes com crises frequentes e infrequentes, notamos uma redução mais importante do NAA nos segmentos médio e posterior do hipocampo. Isso pode indicar que essas áreas tem maior importância na gênese e manutenção da epilepsia do lobo temporal, além de orientar o posicionamento da espectroscopia single-voxel para o segmento mais posterior. (AU)

Processo FAPESP: 09/52182-0 - Estudo morfométrico e das concentrações de glutamato/glutamina e n-acetylaspartato por ressonância magnética em pacientes com epilepsia de lobo temporal: correlação com resposta ao tratamento clínico
Beneficiário:Bruno Augusto Goulart Campos
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado