Busca avançada
Ano de início
Entree


Perfil da expressão genica em raizes de milho expostas ao aluminio utilizando macroarrays

Autor(es):
Juliana de Maria Felix
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Biologia
Data de defesa:
Membros da banca:
Geraldo Aleixo da Silva Passos Junior; Marcelo Jose Surpili
Orientador: Marcelo Menossi Teixeira
Resumo

O alumínio (Al) é tóxico para a maioria das plantas em concentrações micromolares, limitando a produtividade agrícola em grandes áreas do planeta. O principal sítio de toxicidade do Al é o ápice radicular, com o qual as plantas sensíveis apresentam um sistema radicular reduzido, explorando menor porção do solo. Os objetivos deste trabalho foram a implementação da tecnologia dos arranjos de DNA e a identificação de genes induzidos por Al em milho, a fim de tentar esclarecer os mecanismos de toxicidade e tolerância. Os arranjos foram construídos em náilon, com seqüências geradas pelo Sugarcane EST Project (SUCEST). Na etapa inicial foram analisados diversos fatores que influenciam a reprodutibilidade e sensibilidade do método, tais como a massa de DNA na membrana e as estratégias de normalização. Dada a alta similaridade entre os genes de cana e milho, obtivemos sucesso ao hibridar os arranjos contendo genes de cana com sondas de cDNA de raízes de milho. As alterações no transcrito ma de uma linhagem de milho tolerante ao Al (Cat 100-6) e outra linhagem sensível (S 1587-17) foram avaliadas em ápices radiculares expostos a cinco atividades de Al. Um total de 151 genes induzidos por Al foi identificado, havendo genes com as mais diversas funções, tais como fatores de transcrição, quinases e enzimas envolvidas na resposta ao estresse oxidativo. A maioria dos genes identificados não foi associada previamente com a resposta ao Al. Estes dados foram agrupados por métodos hierárquicos e de Self Organizing Maps, permitindo elucidar diversos mecanismos que a planta ativa em resposta ao Al. Nossos dados também indicam que a hibridação heteróloga de macroarranjos de DNA é uma estratégia que permite o estudo do perfil de expressão gênica em larga escala (AU)

Processo FAPESP: 99/07940-0 - Clonagem e caracterização de genes de milho induzidos por alumínio
Beneficiário:Juliana de Maria Felix
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado