Busca avançada
Ano de início
Entree


Divulgação cientifica e comunicação de risco : um olhar sobre Adrianopolis, Vale do Ribeira

Autor(es):
Gabriela Marques Di Giulio
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Geociencias
Data de defesa:
Membros da banca:
Lucia da Costa Ferreira; Lea Maria Leme Strini Velho
Orientador: Newton Muller Pereira
Resumo

Este estudo tem como principais objetivos compreender os impactos das informações sobre a contaminação por chumbo no dia-a-dia dos moradores de Adrianópolis, cidade paranaense localizada no Vale do Ribeira, e conhecer e analisar as conseqüências advindas da ausência de uma estratégia previamente elaborada de comunicação de risco por parte dos pesquisadores envolvidos em pesquisas na região em passado recente. É proposta uma reflexão a respeito do papel dos cientistas na construção social do risco, da importância da comunicação de risco nos estudos relacionados à saúde pública e ao ambiente e do papel da mídia na divulgação científica e na amplificação da percepção do risco. Optou-se neste estudo por uma abordagem metodológica que contemplasse o cruzamento de três fontes: literatura, pesquisa empírica e pesquisa documental. O estudo envolveu entrevistas com pesquisadores, jornalistas, moradores e autoridades de Adrianópolis, ex-funcionários da refinaria Plumbum e profissionais da Secretaria de Saúde do Paraná. Envolveu também a análise de notícias sobre a contaminação de Adrianópolis, publicadas em 2001 em cinco veículos de comunicação. Os resultados apontaram que a mídia, apesar da sua importância na democratização de informações, interfere diretamente na percepção que as pessoas têm em relação aos riscos, pode colaborar para o aumento de crenças e mitos e reforçar estigmas criados em torno de pessoas e locais. Apontaram também que, no Brasil, por mais que pesquisadores e órgãos públicos estejam preocupados com a comunicação de risco, ainda há um longo caminho a percorrer nesta área até que estratégias em uso em outros países sejam colocadas em práticas aqui. A partir deste estudo, são propostas algumas diretrizes de comunicação de risco e divulgação científica concernentes à realidade do Brasil (AU)

Processo FAPESP: 05/52239-0 - Divulgação científica e comunicação de risco nas áreas de meio ambiente e saúde pública
Beneficiário:Gabriela Marques Di Giulio
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado