Busca avançada
Ano de início
Entree


Anatomia, análise do óleo essencial e germinação de sementes de três espécies de Viguiera Kunth (Asteraceae - Heliantheae)

Autor(es):
Aline Bertolosi Bombo
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Biologia
Data de defesa:
Membros da banca:
Juliana Marzinek; Juliana Lischka Sampaio Mayer
Orientador: Beatriz Appezzato da Glória
Resumo

A família Asteraceae é uma das maiores famílias de angiospermas, com ampla distribuição e hábitos muito variados. O gênero Viguiera pertence à subtribo Heliantheae e conta com aproximadamente 180 espécies. No Brasil ocorrem 35 espécies e 27 dessas são endêmicas. Por se tratar de um gênero com muitos representantes, as relações filogenéticas não estão bem estabelecidas e estudos morfológicos e moleculares têm sido realizados com o objetivo de auxiliar a circunscrição do gênero. As espécies de Viguiera possuem potencial resinífero e as contempladas neste estudo são aromáticas em seu ambiente natural. Diversos estudos fitoquímicos têm destacado o potencial farmacológico de espécies do gênero, atribuído principalmente, à atividade das lactonas sesquiterpênicas e dos diterpenos. No entanto, estudos sobre a composição química dos óleos essenciais são escassos. A ocorrência das espécies do gênero Viguiera no Brasil se dá, principalmente, em regiões com inverno seco, devido à presença de um sistema subterrâneo espessado. O sistema subterrâneo das espécies incluídas neste estudo, Viguiera filifolia, V. linearifolia e V. trichophylla, consiste em um xilopódio, que apesar da capacidade gemífera, não possui capacidade de propagação vegetativa. As três espécies são muito semelhantes morfologicamente em estado vegetativo sendo diferenciadas principalmente por caracteres reprodutivos. Há registros na literatura de confusões na delimitação das mesmas. Além disso, V. filifolia e V. trichophylla constam na lista vermelha das espécies brasileiras como criticamente em perigo. Assim, os estudos anatômicos visaram contribuir com o levantamento de caracteres diagnósticos entre as três espécies. Os dados referentes à composição dos óleos essenciais também podem ser úteis do ponto de vista taxonômico, auxiliando na delimitação das espécies e ainda, no levantamento de possíveis compostos bioativos. Por fim, o estudo da germinação das sementes visou fornecer dados para futuros estudos de cultivo dessas espécies. (AU)

Processo FAPESP: 10/01931-0 - Anatomia e o óleo essencial de três espécies de Viguiera (Asteraceae - Heliantheae)
Beneficiário:Aline Bertolosi Bombo
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado