Busca avançada
Ano de início
Entree


Assinatura bioenergética como marcador de progressão e prognóstico do câncer de próstata

Texto completo
Autor(es):
Rogério Cardoso da Silva
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas
Data de defesa:
Orientador: Wagner José Fávaro
Resumo

Introdução e Objetivos: Ao contrário das células normais, a glicólise é aumentada e a capacidade de fosforilação oxidativa mitocondrial é reduzida em vários tipos de cânceres. Acredita-se que o fenótipo glicolítico no câncer se deve a uma incapacidade permanente da fosforilação oxidativa mitocondrial. Embora a glicólise seja frequentemente encontrada em tumores malignos, a fosforilação oxidativa mitocondrial desempenha um papel importante na produção de energia em alguns tipos de cânceres. Assim, os objetivos desse estudo foram investigar e caracterizar a assinatura bioenergética mitocondrial do câncer de próstata como marcador da classificação de Gleason e o tempo de recidiva bioquímica após a prostatectomia radical (PRR). Também desenvolvemos um índice bioenergético celular (BEC), que pode refletir o prognóstico... O resumo poderá ser visualizado no texto completo da tese digital (AU)

Processo FAPESP: 14/12047-4 - Mecanismos e efeitos do imunomodulador P-MAPA no tratamento dos cânceres de próstata e não-músculo invasivo da bexiga urinária: interfaces entre metabolismo energético, balanço oxidativo, angiogênese e via de sinalização dos receptores toll-like
Beneficiário:Wagner José Fávaro
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Regular