Busca avançada
Ano de início
Entree


O canto do cisne do desenvolvimentismo brasileiro : uma análise das relações do empresariado industrial com o Estado do II PND à crise dos anos 1980

Texto completo
Autor(es):
Rafael Moraes
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Economia
Data de defesa:
Orientador: Pedro Paulo Zahluth Bastos
Resumo

É amplo consenso na literatura econômica que o II PND, implementado durante o governo Geisel, foi o último dos grandes planos de investimentos capitaneado pelo Estado, no Brasil. Suas características só têm paralelo nos programas de investimentos do Governo Vargas e no Plano de Metas do governo JK. O cenário que se instalou no país após sua execução levou, no entanto, grande parte da literatura a pôr em xeque sua racionalidade econômica, creditando às suas falhas, importante contribuição à crise dos anos 1980. Apenas alguns estudos, em parte produzidos por economistas envolvidos na criação do plano, defendem a sua realização e seus pressupostos econômicos. Neste trabalho, propomos um caminho de análise ainda pouco abordado pela literatura. Neste caso, procuramos entender o II PND, não a partir de suas premissas, nem mesmo de seus resultados, mas sim, a partir dos agentes envolvidos em sua elaboração e posterior execução, e seus interesses envolvidos. Tal forma de análise somente se tornou possível na medida em que rompemos com o entendimento do Estado enquanto agente no processo econômico e passamos a vê-lo como a condensação de uma relação de poderes em disputa. Só a partir desta análise relacional pudemos perceber como as diferentes formas de adaptação interna à crise e às transformações advindas do cenário externo levaram a novos arranjos de poder local, que foram impondo limites e direcionamentos à ação estatal, que, por sua vez, culminaram não apenas nos resultados aquém do esperado pelo II PND, mas na própria crise dos anos 1980. Neste sentido, consideramos que o entendimento da desarticulação da fração interna das classes dominantes, ocorrido na segunda metade dos anos 1970, não apenas inviabilizou o alcance de melhores resultados ao II PND, como colocou limites estruturais a quaisquer modelos de desenvolvimento industrial centrados no Estado. Sob este ponto de vista, podemos afirmar que o intento desenvolvimentista do Governo Geisel foi o "canto do cisne" dos projetos de industrialização capitaneados pelo Estado no Brasil (AU)

Processo FAPESP: 14/00770-3 - "O canto do cisne do desenvolvimentismo brasileiro" uma análise das relações do empresariado industrial com o estado do II PND à crise dos anos 1980.
Beneficiário:Rafael Moraes
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado