Busca avançada
Ano de início
Entree


Construção de um mapa genético molecular para Hevea brasiliensis = Construction of a genetic linkage map in Hevea brasiliensis

Texto completo
Autor(es):
Isabela Aparecida de Araujo Andreotti
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Data de defesa:
Resumo

A seringueira [Hevea brasiliensis (Willd. ex. A. Juss.) Muell. Arg.], planta nativa da região Amazônica, é a maior fonte de borracha natural do mundo. Apesar de a região amazônica oferecer ótimas condições climáticas para o cultivo da seringueira, esta é a área de ocorrência do fungo Microcyclus ulei. Deste modo, a heveicultura se expandiu para áreas de escape como, por exemplo, a região sudeste do Brasil. Entretanto, estas novas áreas propiciam novas condições de estresse, limitando o seu crescimento e a produção de látex. O melhoramento genético vem buscando clones adaptados a essas novas áreas de escape, contudo como o ciclo de melhoramento da seringueira pode demorar aproximadamente 30 anos para concretizar-se, tem-se a necessidade do desenvolvimento de novas técnicas de avaliação precoce, que possibilitem diminuir e otimizar as avaliações para a cultura. Neste contexto, o presente trabalho apresenta o primeiro mapa genético para uma população F1 segregante derivada do cruzamento entre os clones GT1, que apresenta tolerância ao vento e ao frio, e RRIM701, que possui produtividade de média a alta. Para a construção do mapa foram desenvolvidos 143 marcadores SNPs (Single Nucleotide Polymorphisms), a partir de dados de sequenciamento genômico, dos quais 29 (12,9%) apresentaram-se polimórficos para a população de mapeamento. Também foram genotipados outros marcadores SNPs e microssatélites, já descritos na literatura. O mapa genético contém 337 marcadores, dos quais 100 foram genotipados neste trabalho. O software OneMap foi utilizado para a construção do mapa que possui 2.250,7 cM de extensão e 19 grupos de ligação. Os marcadores SNPs desenvolvidos neste trabalho são ferramentas extremamente úteis ao melhoramento genético para seleção assistida por marcadores e seleção genômica, além de enriquecer a construção de outros mapas genéticos. O mapa genético desenvolvido representa um avanço para o melhoramento genético de seringueira por ser uma ferramenta que auxilia a identificação de QTLs (Quantitative Trait Loci) relacionados a caracteres de importância econômica com maior precisão e, também por permitir uma melhor compreensão da arquitetura genética da espécie (AU)

Processo FAPESP: 12/50491-8 - Avaliação da variabilidade alélica, estrutura populacional e desequilíbrio de ligação no germoplasma ex situ de seringueira (Hevea brasiliensis)
Beneficiário:Anete Pereira de Souza
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Regular