Busca avançada
Ano de início
Entree


Influência da estratégia de ventilação natural no desempenho termoenergético de edifícios de escritórios de modo misto

Texto completo
Autor(es):
Pereira, Fernanda Alves
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Data de defesa:
Orientador: Leticia de Oliveira Neves
Resumo

Os edifícios de escritórios utilizam, em sua maioria, sistemas de ar condicionado para manter o conforto de seus ocupantes, o que intensifica o consumo energético desta tipologia. Diversas estratégias têm sido investigadas visando garantir uma maior eficiência energética a edificações de escritórios, como é o caso do sistema híbrido de ventilação, também conhecido como sistema de modo misto. Observou-se na literatura a existência de uma lacuna entre o desempenho previsto e o desempenho real de edifícios que operam em modo misto, além de divergências entre dados investigados na literatura e estratégias adotadas na prática, em especial para a realidade brasileira. O objetivo desta pesquisa é investigar a influência de estratégias de ventilação natural unilateral e cruzada no desempenho termoenergético de edifícios de escritórios que operam sob modo misto. Para tanto, realizou-se um levantamento de campo, a fim de coletar informações referentes às estratégias de projeto arquitetônico recorrentes em edifícios comerciais com ventilação de modo misto localizados na cidade de São Paulo, que foram computadas em um banco de dados. Este serviu como base para a elaboração de fichas técnicas informativas referentes a cada edifício visitado e para o desenvolvimento de análises de desempenho termoenergético por meio de simulação computacional. As análises foram desenvolvidas com base em três modelos de referência, sendo um deles provido de ventilação natural unilateral, um segundo com ventilação natural cruzada em fachadas adjacentes e um terceiro com ventilação natural cruzada em fachadas opostas. O modelo de ventilação unilateral apresentou o pior desempenho dentre as estratégias. Os modelos com ventilação cruzada apresentaram melhores resultados, quando combinadas as estratégias de projeto favoráveis ao uso da ventilação natural. O aumento no percentual de área envidraçada na fachada contribui na melhoria da ventilação natural devido ao consequente aumento na área de abertura para ventilação e, em alguns casos, compensa o maior ganho por transferência de calor pelo vidro. A escolha da estratégia de ventilação natural é uma decisão de projeto que depende também da escolha do tipo de esquadria. Os resultados evidenciaram a importância da escolha da área efetiva de abertura da esquadria, do percentual de área envidraçada da fachada e da orientação solar de forma compensatória e conjunta, de forma a garantir o melhor desempenho (AU)

Processo FAPESP: 17/21137-5 - Influência da estratégia de ventilação natural no desempenho termoenergético de edifícios de escritórios de modo misto
Beneficiário:Fernanda Alves Pereira
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado