Busca avançada
Ano de início
Entree


Aplicação de microextração líquido-líquido dispersiva de baixa densidade (LDS-DLLME) na identificação de novas substâncias psicoativas em plasma por LC-MS/MS  

Texto completo
Autor(es):
Lino, Thais
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Data de defesa:
Resumo

As novas substâncias psicoativas (NSP) são drogas de abuso de origem sintética que proporcionam ao usuário efeitos semelhantes aos produzidos pelas drogas de abuso "tradicionais" porém, em sua maioria, não são controladas por agências e órgãos internacionais. Atualmente, o uso de NSP vem se tornando um grande problema de saúde pública mundial, com relatos de intoxicações graves e mortes decorrentes do uso abusivo dessas drogas cada vez mais recorrentes. Devido à eficácia de NSP em doses baixas, a concentração destas substâncias em matrizes biológicas tais como sangue e seus derivados, urina, fluido oral e cabelo é extremamente baixa, exigindo técnicas analíticas extremamente sensíveis. Sendo assim, é necessário que o procedimento analítico que envolve desde o preparo de amostras à instrumentação analítica seja adequado para detectar e quantificar os analitos de maneira inequívoca. Considerando as desvantagens das técnicas tradicionais de extração, técnicas miniaturizadas vêm ganhando um foco devido à suas vantagens quanto à eficiência e baixo custo, bem como por serem procedimentos de preparos mais rápidos e fáceis. A microextração líquido-líquido dispersiva (dispersive liquid-liquid microextraction - DLLME) é uma miniaturização da técnica de extração líquido-líquido considerada muito simples, rápida e barata. O acoplamento da cromatografia líquida com a espectrometria de massas (LC-MS) além de possibilitar o desenvolvimento de métodos eficientes e em tempo de análise reduzido, oferece alta seletividade e detectabilidade, e se tornou uma das técnicas mais amplamente utilizadas na área da toxicologia em análises de fármacos e drogas de abuso em matrizes biológicas. O objetivo deste projeto foi otimizar, validar e implementar uma metodologia analítica qualitativa aliando a DLLME à técnica de LC-MS para a identificação de NSP em amostras de plasma. As análises foram realizadas em monitoramento de reação múltipla (MRM), utilizando ionização por electrospray (ESI) em modo positivo. A validação qualitativa foi realizada seguindo o guia do SWGTOX. O LOD variou de 0,1 a 1 ng / mL, concentrações esperadas em casos reais. As imprecisões foram inferiores a 20% (expressas em termos de repetibilidade). Os valores de efeitos de matriz que se encontram dentro da faixa aceitável de ±20% variaram entre 1,6 e 13,4% para SC; 0,7 a 8% para FD e de 8,6 a 14,9% para os NBOMes. A recuperação dos analitos após o método de extração apresentaram valores entre 29,8 e 114,4% para todos os analitos. Nas análises de estabilidade, foram avaliados os intervalos de 0, 4, 7 e 15 dias, em que os analitos se apresentaram em sua maioria decaimento com variações maiores do que ±20%. O método foi aplicado em dez amostras de de casos de tentativa de suicídio. A técnica de LDS-DLLME forneceu resultados satisfatórios para o objetivo do estudo, podendo ser amplamente utilizada em laboratórios de toxicologia clínica e forense de acordo com os parâmetros de validação qualitativos avaliados. Além disso, alia-se ao fato da utilização de uma técnica analítica tão sofisticada e completa como a de LC-MS, que permite uma maior e mais confiável identificação das NSP, que se tornaram um desafio mundial devido à sua grande variedade (AU)

Processo FAPESP: 17/12850-0 - Aplicação de microextração líquido-líquido dispersiva de baixa densidade (LDS-DLLME) na identificação de novas substâncias psicoativas em plasma por LC-MS/MS
Beneficiário:Thais Lino da Silva
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado