Busca avançada
Ano de início
Entree


Efeito da imunização materna com Ovalbumina na ativação de células dendríticas e geração de linfócitos T reguladores na prole de camundongos.

Texto completo
Autor(es):
Bruno Pacola Muniz
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas (ICB/SDI)
Data de defesa:
Membros da banca:
Maria Notomi Sato; Ises de Almeida Abrahamsohn; Ana Elisa Fusaro Bortoloto
Orientador: Maria Notomi Sato
Resumo

A predisposição genética associada à predisposição dos neonatos em gerar uma resposta do tipo Th2 ao alérgeno pode favorecer o desenvolvimento de alergia no período neonatal. O presente projeto tem como proposta investigar os mecanismos regulatórios decorrentes da imunização com ovalbumina pré-concepção na resposta IgE da prole. A imunização materna transfere intensamente anticorpos à prole pelas vias placentária e da amamentação. Além disto, a imunização materna é capaz de inibir o desenvolvimento da resposta IgE da prole, aumentar a expressão de CD80 nas células dendríticas (DCs) da prole e manter equilibrado o percentual de células TCD4+CD25+FoxP3+. As DCs da prole co-cultivadas com células T antígeno-específicas induzem células T reguladoras. A imunização materna influencia diretamente no sistema imune do neonato essencialmente por anticorpos que impedem a sensibilização da prole e modulam negativamente a resposta alérgica. (AU)

Processo FAPESP: 09/12051-3 - Efeito da imunização materna com ovalbumina em camundongos na ativação de células dendríticas e na geração de células T reguladoras na prole
Beneficiário:Bruno Pacola Muniz
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado