Busca avançada
Ano de início
Entree


Caracterização cinética e estrutural do domínio protease da nsP2 do vírus Mayaro

Texto completo
Autor(es):
Luiza Leme
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Limeira, SP.
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Biologia
Data de defesa:
Membros da banca:
Rafael Elias Marques; Clarice Weis Arns; Gustavo Fernando Mercaldi
Orientador: Rafael Elias Marques
Resumo

O vírus Mayaro (MAYV) é um arbovírus, pertencente ao gênero alphavirus, causador da febre do Mayaro, uma doença que em sua forma grave gera dores incapacitantes nas articulações. Atualmente esse arbovírus negligenciado mantém seu ciclo de transmissão em ambientes silváticos de diversos países da América Latina, mas existem evidências que indicam seu potencial para circular por áreas urbanas, onde poderia se tornar um sério problema de saúde pública, uma vez que atualmente não existem tratamentos nem vacina contra a febre do Mayaro. A proteína não estrutural 2 (nsP2) de 87 kDa é uma proteína não estrutural conservada entre os membros do gênero alphavirus que desempenha um papel crucial na replicação, sendo responsável por clivar a poliproteína não estrutural desses vírus gerando proteínas não estruturais (nsPs) maduras e funcionais. A clivagem mediada pela nsP2 se dá a partir de um domínio cisteíno-protease em sua porção C-terminal (nsP2pro) e, portanto, leva a nsP2 a ser considerada um alvo molecular promissor para o desenvolvimento de tratamentos antivirais. Atualmente, nem a estrutura, nem as características funcionais de nsP2 estão bem caracterizadas na literatura. Neste trabalho nós buscamos a caracterização cinética e estrutural do domínio protease (41 kDa) da nsP2, através do estabelecimento de um ensaio de atividade e da cristalografia de raios-X, respectivamente. Para isso estabelecemos protocolos para a expressão e purificação do domínio protease da nsP2 de MAYV, que permitiu a obtenção da proteína em sua forma monomérica, pura, estruturada e ativa. O vírus Mayaro (MAYV) é um arbovírus, pertencente ao gênero alphavirus, causador da febre do Mayaro, uma doença que em sua forma grave gera dores incapacitantes nas articulações. Atualmente esse arbovírus negligenciado mantém seu ciclo de transmissão em ambientes silváticos de diversos países da América Latina, mas existem evidências que indicam seu potencial para circular por áreas urbanas, onde poderia se tornar um sério problema de saúde pública, uma vez que atualmente não existem tratamentos nem vacina contra a febre do Mayaro. A proteína não estrutural 2 (nsP2) de 87 kDa é uma proteína não estrutural conservada entre os membros do gênero alphavirus que desempenha um papel crucial na replicação, sendo responsável por clivar a poliproteína não estrutural desses vírus gerando proteínas não estruturais (nsPs) maduras e funcionais. A clivagem mediada pela nsP2 se dá a partir de um domínio cisteíno-protease em sua porção C-terminal (nsP2pro) e, portanto, leva a nsP2 a ser considerada um alvo molecular promissor para o desenvolvimento de tratamentos antivirais. Atualmente, nem a estrutura, nem as características funcionais de nsP2 estão bem caracterizadas na literatura. Neste trabalho nós buscamos a caracterização cinética e estrutural do domínio protease (41 kDa) da nsP2, através do estabelecimento de um ensaio de atividade e da cristalografia de raios-X, respectivamente. Para isso estabelecemos protocolos para a expressão e purificação do domínio protease da nsP2 de MAYV, que permitiu a obtenção da proteína em sua forma monomérica, pura, estruturada e ativa (AU)

Processo FAPESP: 20/12198-3 - Caracterização cinética e estrutural da protease C9 do vírus Mayaro
Beneficiário:Luiza Leme
Modalidade de apoio: Bolsas no Brasil - Mestrado