Busca avançada
Ano de início
Entree


Impacto da deficiência de estrógeno e suas terapias sobre o tecido ósseo ao redor de implantes de titânio e na periodontite induzida em ratas ovarictomizadas

Autor(es):
Duarte, Poliana Mendes
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Odontologia de Piracicaba
Data de defesa:
Membros da banca:
Nociti Júnior, Francisco Humberto; Feres, Magda; Cirelli, Joni Augusto; Nogueira Filho, Getúlio da Rocha; Sallum, Enilson Antônio
Orientador: Nociti Júnior, Francisco Humberto
Área do conhecimento: Ciências da Saúde - Odontologia
Indexada em: Base Acervus-UNICAMP; Biblioteca Digital da UNICAMP
Localização: Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Odontologia de Piracicaba. Biblioteca Prof. Dr. Carlos Henrique Robertson Liberalli; T/UNICAMP; D85i
Resumo

Osteoporose e osteopenia são doenças osteometabólicas caracterizadas por uma diminuição progressiva de massa óssea gerada pela deficiência de estrógeno na pós-menopausa ou pela ovariectomia. Diversas terapias têm sido propostas para o tratamento destas patologias como, por exemplo, a terapia de reposição estrogênica, os bisfosfonatos e a calcitonina. Assim como os ossos longos, a doença parece atingir os ossos orais, o que poderia afetar o sucesso de implantes dentais e a progressão da doença periodontal. Os objetivos deste trabalho foram avaliar, através de análise histométrica: 1 - a influência da deficiência de estrógeno induzida (DEI) sobre o tecido ósseo ao redor de implantes de titânio e na perda óssea proveniente da periodontite induzida (PI) em ratas ovariectomizadas (OVX); 2 - a influência da terapia de reposição estrogênica (TRE), da calcitonina (CT) e do alendronato (ALD) sobre o tecido ósseo ao redor de implantes de titânio e na perda óssea proveniente da PI em OVX; 3 - o efeito residual da TRE e do ALD; 4 - o efeito da deficiência de estrógeno relacionada à idade (DERI) , comparativamente a DEI, sobre o tecido ósseo ao redor de implantes de titânio. Os resultados demonstraram um efeito negativo da DEI no tecido ósseo preexistente e neoformado ao redor dos implantes de titânio e na perda óssea decorrente da PI. A TRE contínua e o ALD (contínuo-C e interrompido-I) demonstraram-se capazes de prevenir a influência negativa da deficiência de estrógeno endógeno ao redor dos implantes. Somente o ALD (C/I) apresentou efeito positivo na prevenção da progressão da perda óssea decorrente da PI. A DERI apresentou impacto negativo apenas no osso preexistente ao redor dos implantes de titânio. (AU)

Processo FAPESP: 02/08555-7 - Efeito da deficiência natural e induzida de estrógeno e do seu tratamento sobre o tecido ósseo ao redor de implantes de titânio: estudo histométrico em ratos
Beneficiário:Poliana Mendes Duarte
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado