Busca avançada
Ano de início
Entree


Papel de IL-12 e IL-4 na modulação da resposta imune induzida por Paracoccidioides brasiliensis

Autor(es):
Livonesi, Márcia Cristina
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Ribeirão Preto. [2001]. 111 f., gráficos, ilustrações.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
Data de defesa:
Orientador: Silva, João Santana da; Rossi, Marcos; Martinez, Roberto
Área do conhecimento: Ciências Biológicas - Imunologia
Indexada em: Banco de Dados Bibliográficos da USP-DEDALUS
Localização: Universidade de São Paulo. Biblioteca Central do Campus de Ribeirão Preto; FMRP/Livonesi, Márcia Cristina
Notas: Inclui encarte fotográfico
Resumo

Mecanismos que determinam resistência ou susceptibilidade à paracoccidioidomicose (PCM) não são completamente conhecidos. Para investigar o papel de IL-12 e IL-4 nesta infecção, camundongos geneticamente deficientes destas citocinas (IL-12KO e IL-4KO) foram infectados intravenosamente com leveduras viáveis de Pb18. Nós observamos que, diferentemente dos animais selvagens (WT) e deficientes de IL-4, os camundongos IL-12KO não controlam a proliferação e a disseminação fúngica e sucumbem à infeccção por volta do 21º dia após a inoculação das leveduras. Além disso, animais IL-12KO apresentaram granulomas disseminados com grande quantidade de leveduras em relação aos animais selvagens. Por outro lado, camundongos IL-4KO mostraram granulomas pequenos constituídos de células linfomononucleares associados com baixo número de leveduras. Adicionalmente, observamos que esplenócitos de camundongos IL-4KO infectados exibiram uma resposta proliferativa frente a con-A semelhante aos animais não infectados, diferente dos animais Il-12Ko e WT que apresentaram imunossupressão a con-A. Finalmente, com respeito à produção de citocinas e anticorpos, verificamos que os animais IL-12Ko falham em secretar IFN-'gama' e a produzir IgG2a, mas produzem IL-4, IL-10 e anticorpos IgG1 mostrando um padrão Th2 de resposta imune, enquanto os animais IL-4KO apresentam níveis normais de IFN-'gama' com produção baixa de IL-10 e de anticorpos IgG1. Os resultados sugerem que IL-12 é fator de resistência à PCM por desenvolver resposta Th1 via produção de IFN-'gama' e por estar envolvido na formação do granuloma epitelióide compacto. Ao contrário, IL-4KO determina susceptibildade à infecção por causar imunossupressão e estimular a produção de IL-10, a qual inibe a morte de leveduras de P. brasiliensis. (AU)

Processo FAPESP: 99/10189-4 - Modulação da resposta imune induzida pelo Paracoccidioides Brasiliensis: o papel de IL-1² e óxido nítrico
Beneficiário:Márcia Cristina Livonesi
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado