Busca avançada
Ano de início
Entree


O processo de ocupação da zona noroeste. O território popular de Santos: legislação urbanística, provisão pública de habitação social e atuação do mercado imobiliário

Autor(es):
Mendes, Andréa Assumpção
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Campinas. [2002]. 2 v., 197 f., ilustrações, tabelas.
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas). Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
Data de defesa:
Membros da banca:
Rolnik, Raquel; Lanna, Ana Lúcia Duarte; Bonduki, Nabil Georges
Orientador: Rolnik, Raquel
Área do conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo
Indexada em: Base Lvmen PUC-Campinas
Localização: Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Biblioteca Setorial do Campus I
Resumo

A articulação entre os temas legislação urbanística, provisão pública de habitação social e mercado imobiliário formal e informal é fundamental para tentarmos compreender as questões relacionadas à produção e às formas de apropriação espacial dos diferentes territórios em uma cidade. Com base nesse tripé, procuramos remontar a história da ocupação da parte da cidade de Santos chamada de território popular ou periferia - a região Noroeste. Definimos como periodização do trabalho os anos de 1947 a 1996, onde procuramos relacionar o histórico da ocupação da Noroeste aos modelos e práticas de políticas urbana e habitacional, bem como ao comportamento do mercado imobiliário e as dinâmicas econômicas e sociais ocorridas no período mencionado, pois acreditamos que as dinâmicas de ocupação urbana não são simplesmente aleatórias, mas sim parte de uma lógica de produção e regulação do espaço da cidade orquestrada por múltiplos agentes. Nesse contexto, relatamos e analisamos a formação e transformação dos diferentes bairros que compõe a Zona Noroeste, através das diferentes formas de apropriação do espaço, como por exemplo, as ocupações irregulares e clandestinas, os loteamentos privados, os empreendimentos realizados pelo sistema de cooperativas habitacionais, e ainda os conjuntos habitacionais realizados pela Companhia de Habitação da Baixada Santista (Cohab-ST). (AU)

Processo FAPESP: 00/01139-2 - Legislação urbanística, provisão pública de habitação social e mercado informal de habitação na cidade de Santos 1965-1996: suas convergências e antagonismos
Beneficiário:Andrea Assumpção Mendes
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado