Busca avançada
Ano de início
Entree


Imunorreatividade contra antígenos nativos e recombinantes do Trypanosoma cruzi em indivíduos residentes em área endêmica para a doença de Chagas na Bolívia

Autor(es):
Zárate Bladés, Carlos Rodrigo
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo. [2002]. 121 f., gráficos, ilustrações, tabelas.
Instituição: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Escola Paulista de Medicina
Data de defesa:
Orientador: Silveira Filho, José Franco da
Área do conhecimento: Ciências Biológicas - Bioquímica
Indexada em: Base de Dados PHL-UNIFESP
Localização: Universidade Federal de São Paulo. Biblioteca Central da Escola Paulista de Medicina; Tese 719
Resumo

O Ministério da Saúde da Bolívia considera a doença de Chagas como um dos maiores problemas da saúde pública. Estima-se que 22 por cento da população desse país está infectada com o Trypanosoma cruzi, o agente etiológico da doença de Chagas. Poucos estudos têm sido realizados no Departamento (Estado) de Chuquisaca, uma das principais áreas endêmicas do país. O diagnóstico da doença de Chagas é feito através de ensaios sorológicos (ELISA, hemaglutinação indireta HAI, imunofluorescência indireta IFI) que empregam antígenos totais ou semi-purificados das formas epimastigotas do parasita. Estes testes são citados neste trabalho como a sorologia convencional (SC). Os principais problemas que apresentam estes testes são: 1) resultados inconclusivos com soros que apresentam valores próximos ao limiar de reatividade, 2) resultados falsos positivos, principalmente de pacientes com leishmaniose, 3) resultados negativos em casos agudos ou de transmissão congênita, 4) monitoramento sorológico da efetividade da quimioterapia específica anti-T. cruzi. Este cenário indica a necessidade do desenvolvimento de melhores testes sorológicos baseados em antígenos específicos do T. cruzi. O objetivo foi comparar os resultados dos testes da SC, com outros testes diagnósticos baseados em antígenos purificados do T. cruzi (antígenos excretados-secretados de tripomastigotas, TESA; antígenos recombinantes A13, B13, H49 e 1 F8). Amostras de 690 indivíduos menores de 15 anos residentes em quatro comunidades rurais (Tomina, Tarabuquillo, Pampas Punta e Sopachuy) do estado de Chuquisaca, foram analisadas inicialmente por dois testes da SC (HAI e ELISA) e com o teste TESA blot empregado como padrão ouro... (AU)

Processo FAPESP: 00/02248-0 - Organizacao e expressao de gene que codifica um antigeno imunodominante (antigeno 13) de trypanosoma cruzi reconhecido por anticorpos de pacientes na fase aguda da doenca de chagas.
Beneficiário:Carlos Rodrigo Zarate Blades
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado