Busca avançada
Ano de início
Entree


Leitura, escrita e consciência fonológica: desenvolvimento, intercorrelações e intervenções

Autor(es):
Capovilla, Alessandra Gotuzo Seabra
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: São Paulo. [2000]. 262 f., gráficos, tabelas.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Psicologia
Data de defesa:
Orientador: Capovilla, Fernando César
Área do conhecimento: Ciências Humanas - Psicologia
Indexada em: Banco de Dados Bibliográficos da USP-DEDALUS; Index Psi Teses - IP/USPPsi-Teses Logo
Localização: Universidade de São Paulo. Biblioteca do Instituto de Psicologia; LB1139.L3; C246L
Resumo

Esta tese abordou o desenvolvimento da linguagem em crianças, especificamente a linguagem escrita. Devido à escassez de instrumentos de avaliação padronizados no Brasil, em estudos-piloto testes foram desenvolvidos (e.g., Prova de Consciência Fonológica ou PCF, prova computadorizada Crono Fonos de leitura em voz alta), traduzidos e normatizados (e.g., Lista de Avaliação de Vocabulário Expressivo e Teste de Vocabulário por Imagens Peabody), e mostraram-se válidos e fidedignos. Osdesempenhos nesses testes foram função de nível escolar, idade, nível econômico dos pais, e tipo de escola. Houve intercorrelações positivas entre os desempenhos em Leitura, Ditado e Consciência Fonológica (CF). No estudo 1 um programa deintervenção com treino de CF e correspondências grafo-fonêmicas foi desenvolvido e aplicado com crianças de nível sócio-econômico médio. Com base nos desempenhos na PCF, as crianças de cada nível escolar (Pré 1 a 2ª Série) foram divididas emtrês grupos, controle com desempenho abaixo da média (GCb), experimental abaixo da média (GEb), e controle acima da média (GCa). Foi conduzida a intervenção com os GEbs, com 18 sessões para cada grupo. Os GEbs apresentaram ganhos em tarefas deCF para Pré 2 a 2ª Série, e em Leitura em Voz Alta e Escrita sob Ditado de ítens isolados para Pré 3, sendo que seus desempenhos tornaram-se superiores aos do GCb e/ou semelhantes aos do GCa. O treino de CF auxiliou a aquisição de leitura eescrita e houve correlação entre CF e habilidades de processamento fonológico, como as de acessar informação na memória de longo prazo e de estocá-la na memória de trabalho. No estudo 2, avaliações dez meses depois demonstraram a permanência deganhos em consciência fonológica. No Estudo 3, o procedimento do Estudo 1 foi replicado em 27 sessões com crianças de 1ª Série com nível sócio-econômico baixo. O GEb apresentou ganhos em CF, Leitura, Ditado e Conhecimento de Letras... (AU)

Processo FAPESP: 96/12120-3 - Leitura escrita e consciência fonológica: desenvolvimento e intercorrelações
Beneficiário:Alessandra Gotuzo Seabra
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado