Busca avançada
Ano de início
Entree


Levantamento da fauna Culicidae (Diptera) utilizando armadilha luminosa CDC. CO2, no Parque Estadual da Serra da Cantareira, Estado de São Paulo, Brasil

Autor(es):
Montes, Joyce
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo. [2003]. 58 f., gráficos, ilustrações, mapas, tabelas.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Saúde Pública
Data de defesa:
Membros da banca:
Sallum, Maria Anice Mureb; Collucci, Eliana; Kakitani, Iná
Orientador: Sallum, Maria Anice Mureb
Área do conhecimento: Ciências Biológicas - Parasitologia
Indexada em: Banco de Dados Bibliográficos da USP-DEDALUS
Localização: Universidade de São Paulo. Biblioteca/Centro de Referência e Informação da Faculdade de Saúde Pública; FSP /614.43 63
Resumo

O presente estudo foi realizado no Parque Estadual da Serra da Cantareira que é reserva de floresta tropical situada em área urbana. Foram realizadas coletas periódicas utilizando armadilhas luminosas tipo CDC-CO2, entre 16:00 e 21:00 horas, de fevereiro de 2001 a janeiro de 2002, nos Núcleos Pedra Grande e Engordador. As armadilhas foram dispostas nos ambientes da mata copa, mata solo, ecótono copa, ecótono solo e peridomicílio. Os objetivos foram comparar a fauna de Culicidae presente nos diversos ambientes caracterizando-a quanto ao número de espécies e de indivíduos. Nesse sentido, objetivou-se estimar a diversidade, a riqueza, a heterogeneidade e a similaridade da fauna, determinando as espécies dominantes e as relações entre dominância específica e fatores climáticos. As análises foram feitas utilizando o Índice de Diversidade de Margalef e Índice de Menhinick. Para similaridade foi utilizado o Índice de Sorensen e, para indicação do ambiente com maior dominância de espécies, o Índice de Shannon. A relação entre dominância específica e fatores climáticos foi estimada através da correlação de Spearman. O estudo da fauna de Culicidae presente em fragmentos de mata é importante porque múltiplos parasitas veiculados por esses insetos, apresentam ciclos enzoóticos de transmissão. A potencialidade que algumas espécies de mosquito apresentam para se adaptarem ao ambiente antrópico, torna ainda mais relevante os estudos de fauna. (AU)

Processo FAPESP: 00/10136-7 - Levantamento da fauna Culicidae (Diptera) utilizando armadilha luminosa tipo "CDC" no Parque Estadual da Serra da Cantareira
Beneficiário:Joyce Montes
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado