Busca avançada
Ano de início
Entree


Estudo do efeito da interferência por RNA (RNAi) na replicação do metapneumovírus aviário (AMPV) subtipo A in vitro

Autor(es):
Ferreira, Helena Lage
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: Campinas. [2007]. 80 f.
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Biologia
Data de defesa:
Membros da banca:
Arns, Clarice Weis; Cardoso, Tereza Cristina; Martins, Nelson Rodrigo da Silva; Costa, Fabio Trindade Maranhão; Gatti, Maria Silvia Viccari
Orientador: Arns, Clarice Weis; Almeida, Renata Servan de
Área do conhecimento: Ciências Agrárias - Medicina Veterinária
Indexada em: Base Acervus-UNICAMP; Biblioteca Digital da UNICAMP
Localização: Universidade Estadual de Campinas. Biblioteca Central Cesar Lattes; T/UNICAMP; F413e; Universidade Estadual de Campinas. Biblioteca do Instituto de Biologia; T/UNICAMP; F413e
Resumo

O metapneumovírus aviário (AMPV) é o agente primário da rinotraqueíte dos perus (TRT). O AMPV pertence à família Paramyxoviridae, subfamília Pneumovirinae, gênero Metapneumovirus. Também está associado à síndrome da cabeça inchada (SHS) em galinhas e é responsável por significativas perdas econômicas em sua produção. O presente estudo foi dividido em três partes. A primeira parte do trabalho consistiu em avaliar a beta-actina, gene utilizado como controle interno das técnicas moleculares de detecção viral, das células chicken embryo related (CER). Para isso, foi realizado o sequenciamento dos amplicons gerados pelo PCR do gene da beta-actina. A beta-actina das células BHK21 e CER foram detectadas utilizando oligonucleotídeos hamster-específicos. Além disso, pela análise filogenética as células CER e BHK21 apresentaram uma alta similaridade genética (p>0.996). Estes resultados sugerem que as células CER não deveriam ser mais consideradas como células aviárias. A segunda parte do estudo consistiu em comparar a especificidade e limite de detecção de duas novas técnicas de RT-PCR convencional (genes da nucleoproteína (N) e da proteína de fusão -F) e de duas novas técnicas de real time RT-PCR (RRT-PCR; genes F e N) com um RT-PCR (gene da glicoproteína -G) previamente estabelecido para a detecção do AMPV. Todos estes métodos foram capazes de detectar os isolados AMPV subtipo A (AMPV/A). As técnicas RRT-PCR (genes F e N) foram capazes de amplificar os maiores limites de detecção (diluições 10-5 e 10-5, respectivamente). Além disso, o RRT-PCR gera resultados rápidos e sensíveis, o que o torna uma ferramenta alternativa para o isolamento viral. Na terceira parte, foi realizado o silenciamento gênico de AMPV pela aplicação de seqüências curtas e específicas de RNA (siRNAs, do inglês short interfering RNA) para regiões alvo do genoma viral. Assim, foram desenhadas moléculas de siRNA contra os genes N e F do AMPV... (AU)

Processo FAPESP: 03/14012-9 - O efeito da aplicação do RNAi na infecção pelo pneumovírus aviário
Beneficiário:Helena Lage Ferreira
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado Direto