Busca avançada
Ano de início
Entree


Fatores preditivos e importancia prognostica das metastases linfonodais em carcinomas das glandulas salivares

Autor(es):
Kenia Regina Silva
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Odontologia de Piracicaba
Data de defesa:
Membros da banca:
Jose Magrim; Jacks Jorge Junior
Orientador: Luiz Paulo Kowalski
Resumo

As neoplasias benignas e malignas que acometem glândulas salivares constituem cerca de 1 a 4% de todas as neoplasias do organismo humano. As glândulas parótidas são as mais frequentemente envolvidas, seguidas das glândulas salivares menores e submandibulares, sendo raramente acometidas as glândulas sublinguais. A presença de metástases regionais, extensão do tumor, dor na apresentação e idade maior que 55 anos têm sido considerados como indicadores de pior prognóstico. O objetivo deste estudo foi avaliar as características clínicas, histopatológicas e imunohistoquímicas de 293 tumores malignos das glândulas salivares tratados no Departamento de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital A.C. Camargo, São Paulo, a fim de identificar fatores de riscos associados ao desenvolvimento de metástases linfonodais e sua importância prognóstica. Os dados clínicos dos pacientes foram obtidos por meio dos prontuários médicos e transferidos para uma ficha clínica padronizada especialmente para o estudo. Os diagnósticos histopatológicos foram confirmados, através da revisão dos preparados histológicos. As reações imunoistoquímicas foram feitas através da técnica da estreptavidina-biotina-peroxidase, utilizando-se anticorpos contra proteína p53, antígeno carcinoembrionário (CEA), Ki-67, c-erbB-2 e bcl-2. Dos pacientes que participaram do estudo, 150 eram homens (51,2%) e 143 (48,8%) mulheres, com idade média de 48 anos, variando de 5 a 91 anos. Cento e cinqüenta dois casos (51,9%) eram tumores primários das glândulas salivares maiores, sendo desses 120 em parótida. O tipo histológico mais comum foi Carcinoma Mucoepidermóide seguido pelo Carcinoma Adenóide Cístico, que juntos corresponderam a 70,3% dos casos. Cirurgia foi o tratamento mais realizado e 119 pacientes foram submetidos a esvaziamento cervical. Cento e quatro pacientes (35,5%) apresentaram recidivas locais, regionais e ou à distância. Metástases linfonodais foram observadas em 25% dos casos com idade superior a 65 anos (p=0,020) e em 23% dos pacientes que foram a óbito pela doença (p=0,004). A sobrevida global em 5 anos foi de 65,6% e em 10 anos 54,6%. Reações imunoistoquímica para p53, bcl-2, Ki-67, CEA, c-erbB-2 foram positivas em 31,2%, 46,6%, 27,1%, 19,2% e 41,0% respectivamente. Após a análise dos dados, observou-se que os fatores de riscos para presença de metástases linfonodais incluíam a idade maior que 40 anos, linfonodos clinicamente comprometidos, p53 positivo e C-erb-2 negativo. Os fatores prognósticos independentes para óbito foram idade acima dos 40 anos, linfonodos clinicamente comprometidos, diâmetro do tumor maior que 4 cm e tumores com marcação positiva para Ki-67. Conclusão: Metástases linfonodais estão associadas a idade, achado clinico de presença de metástases e imunoexpressão de p53 (positivo) e C-erbB-2 (negativo). A metástase linfonodal é um fator prognóstico independente em carcinomas de glândulas salivares (AU)

Processo FAPESP: 05/54096-2 - Fatores preditivos e importância prognóstica das metástases linfonodais em carcinomas das glândulas salivares
Beneficiário:Kenia Regina Silva
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado