Busca avançada
Ano de início
Entree


Avaliação da sustentabilidade ecológica de matas ciliares em processo de restauração

Autor(es):
Letícia Couto Garcia
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Biologia
Data de defesa:
Membros da banca:
Natália Macedo Ivanauskas; Flaviana Maluf de Souza; Sergius Gandolfi; Pedro Henrique Santin Brancalion
Orientador: Ricardo Ribeiro Rodrigues
Resumo

A busca pela restauração de ambientes degradados tem sido um desafio em todas as regiões do planeta e há consenso de que estudos ecológicos podem contribuir para o aprimoramento da prática da restauração. No entanto, pouco se conhece sobre a trajetória dos ecossistemas em processo de restauração, especialmente quanto ao restabelecimento da diversidade de espécies e de suas funções nos processos ecológicos. O objetivo da pesquisa proposta foi verificar se há ou não a previsibilidade da recuperação de atributos ao longo do tempo, no que tange à diversidade de espécies, estrutura da vegetação, grupos funcionais, diversidade e redundância funcional e oferta de recursos para a fauna, em comunidades vegetais de matas ciliares em restauração em comparação com um ecossistema de referência. O objeto de estudo foram matas ciliares em região de Floresta Estacional Semidecidual, na região central do Estado de São Paulo, cujos plantios utilizaram elevada diversidade inicial. Foram amostrados mensalmente todos os indivíduos em reprodução de todas as formas de crescimento e a sua fenologia durante dois anos (353 espécies). Nestes indivíduos foram levantadas as características estruturais e reprodutivas, como: formas de crescimento, altura e área basal, fenologia, tipos florais, cores e tamanho das flores, índice de originalidade floral, síndromes de dispersão, cores e tamanhos dos frutos. Partiu-se da premissa de que o restabelecimento dos descritores estudados indica uma evolução positiva e autônoma dos ecossistemas em processo de restauração rumo à sua sustentabilidade. Alguns desses descritores se restabeleceram com o tempo, tais como a estrutura da vegetação, proporção de grupos sucessionais, diversidade de espécies arbóreas e sua funcionalidade e originalidade floral, quantidade de flores e frutos produzidos. Porém, ações de manejo adaptativo podem ser necessárias com vistas a suprir eventuais lacunas funcionais, principalmente no que tange às formas de vida não-arbóreas, devendo essas serem introduzidas, já que foram insuficientemente representadas, principalmente em áreas bastante fragmentadas. Desse modo, o manejo adaptativo dessas áreas poderá auxiliar na recuperação desses descritores. Para as futuras áreas que serão implantadas, a consideração desses fatores e o planejamento prévio de quais espécies, características funcionais e formas de vida a serem plantadas serão de grande relevância. Para completar o trabalho, acreditamos que aliar o conhecimento adquirido com políticas públicas e com a legislação ambiental nacional é indispensável. Desse modo, discutimos também o projeto de alteração da lei do Código Florestal brasileiro e os efeitos que poderão ocorrer na conservação e restauração dos ecossistemas nacionais. (AU)

Processo FAPESP: 07/50885-8 - Avaliação da sustentabilidade ecológica de matas ciliares restauradas
Beneficiário:Letícia Couto Garcia
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado