Busca avançada
Ano de início
Entree


Intelectuais em movimento : o grupo Comuna na construção hegemônica antineoliberal na Bolívia

Autor(es):
Rodrigo Santaella Gonçalves
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Data de defesa:
Membros da banca:
Armando Boito Junior; Gilberto Maringoni de Oliveira
Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez
Resumo

O neoliberalismo na Bolívia entrou em crise profunda a partir do ano 2000. A partir deste ano, diversas mobilizações sociais transformaram o país andino em um palco aberto de disputa entre diversos projetos de sociedade diferentes. Neste contexto e em relação direta com os principais movimentos sociais em luta no país, o grupo Comuna produziu suas elaborações teóricas e inseriu-se no debate público. O trabalho tem três eixos teóricos interconectados: um debate gramsciano acerca do papel dos intelectuais na disputa de hegemonias na sociedade; a percepção do potencial das crises sociais para a produção de conhecimento em sociedades abigarradas como a boliviana; e, por fim, as condições para o desenvolvimento do marxismo em um contexto nacional específico, através da nacionalização do marxismo. A partir desse caminho teórico, mostra-se como o surgimento do grupo Comuna está profundamente vinculado ao momento de crise da hegemonia neoliberal boliviana, e como as relações estabelecidas pelo grupo cumpriram um papel importante na aglutinação dos sujeitos em luta e na criação de consenso a partir do campo subalterno da sociedade boliviana. Por fim, o trabalho debate as principais elaborações teóricas produzidas pelo grupo neste contexto, e seu potencial como elemento para o desenvolvimento do marxismo. A crise do neoliberalismo gerou condições para que o grupo pudesse produzir conhecimento crítico a partir da sociedade boliviana. Neste processo, o grupo cumpriu um papel central para a conformação de um novo consenso antineoliberal na sociedade boliviana. O processo de produção teórica que embasou esse consenso pode ser caracterizado, principalmente no que diz respeito aos pensamentos de Álvaro García Linera e de Luis Tapia, como uma nacionalização do marxismo. (AU)

Processo FAPESP: 11/15586-5 - Intelectuais em movimento: o grupo Comuna na construção hegemônica antineoliberal na Bolívia
Beneficiário:Rodrigo Santaella Gonçalves
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado