Busca avançada
Ano de início
Entree


Histórias de vida com transtornos alimentares : gêneros, corporalidade e a constituição de si

Autor(es):
Daniela Ferreira Araujo Silva
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Data de defesa:
Membros da banca:
Martha Célia Ramirez Gálvez; Paulo Dalgalarrondo; Richard Miskollci; Isadora Lins França
Orientador: Heloisa Andre Pontes
Resumo

Esta tese surgiu do interesse em pesquisar em maior profundidade alguns aspectos da intrincada relação entre corporificação, gênero e assujeitamento, através da análise do conjunto de perturbações denominadas “transtornos alimentares”. No contexto contemporâneo em que o corpo torna-se alvo privilegiado de investimento e intervenção, assumindo centralidade nos processos de construção identitária, uma investigação antropológica destas perturbações permite pensar como a constituição de sujeitos corporificados é perpassada por múltiplas normatividades de gênero, classe, regionalidade, raça e etnicidade, presentes na socialidade cotidiana e nas práticas e discursos biomédicos. Tomando como eixo central a composição de três histórias de vida, em colaboração com mulheres que tiveram experiências pessoais com transtornos alimentares, é possível ter acesso ao processo através do qual pessoas vivenciam formas particulares de assujeitamento, compostas por distintas articulações entre múltiplas dimensões de poder, deforma inseparável, constituindo-se, assim, como sujeitos de ação em meio a conformações e resistências. Ainda que o fio condutor da tese encontre-se nas histórias de vida, escritas ao longo de quatro anos em colaboração com três interlocutoras voluntárias, sua trama é composta pelos diversos percursos teóricos e empíricos de uma etnografia multi-situada (HANNERZ, 2003), que transitou pelo universo de comunidades virtuais brasileiras sobre transtornos alimentares, um serviço ambulatorial de um hospital universitário, congressos de psiquiatria, uma vasta bibliografia e uma agência feminista de base comunitária para tratamento, educação e prevenção de transtornos alimentares na Nova Zelândia. (AU)

Processo FAPESP: 05/58696-4 - Histórias de vida com transtornos alimentares: gênero, corporalidade e a constituição de si
Beneficiário:Daniela Ferreira Araújo Silva
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado